Ramzi embolsou US$ 15 mil e 5 mil pontos no ranking
Ramzi embolsou US$ 15 mil e 5 mil pontos no rankingFoto: Fábio Maradei/Divulgação

Representante olímpico do Marrocos na estreia do surfe nos Jogos em Tóquio, Ramzi Boukhiam quebrou a sequência brasileira de vitórias no Oi Hang Loose Pro Contest, em Fernando de Noronha. Neste domingo (16) ele foi o único estrangeiro entre os quatro melhores do evento, realizado na praia da Cacimba do Padre, e fez duas apresentações muito boas, primeiro na semi contra o campeão de 2019, Jadson André, e depois na grande final diante de Weslley Dantas, que já havia superado Filipe Toledo nas quartas de final.

Leia também:
Oi Hang Loose Pro Contest começa nesta terça-feira em Noronha

Foram seis dias de disputa, reunindo mais de 100 surfistas de 18 países. No último dia, ficaram apenas os quatro melhores, quatro goofy footers (usa o pé direito na frente da prancha), e com garantia de excelentes tubos, além dos aéreos. Com a vitória, Ramzi embolsou US$ 15 mil e 5 mil pontos no ranking WSL Qualifying Series (QS), subindo da 163ª posição para a vice-liderança.

Wesley ganhou US$ 7,5 mil, enquanto que seu irmão mais velho, Wiggolly Dantas, e Jadson André, US$ 3.850,00 pelas terceiras colocações. No total, o evento, que abriu o calendário latino-americano da WSL, distribuiu US$ 100 mil em premiação.

Wiggolly também comemorou a liderança do ranking QS. Ele veio de vitória em Pipeline, no Havaí, e com os 3.250 pontos em Noronha passou para 8.250, superando o japonês Shun Murakami. Já Wesley ocupa a 10ª colocação na classificação, logo atrás de João Chianca.

Além da vitória de Ramzi, outra grande atração foi a bateria semifinal entre os irmãos Dantas. Eles já haviam se enfrentado duas vezes, em baterias de quatro atletas, com Wiggolly levando a melhor.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: