Seleção feminina de vôlei na Liga das Nações
Seleção feminina de vôlei na Liga das NaçõesFoto: Divulgação/FIVB

Já classificada para a Fase Final da Liga das Nações, a seleção feminina de vôlei entrou em quadra, nesta quarta-feira (13), apenas para cumprir tabela, contra a Tailândia, e somou a 12ª vitória em 14 jogos disputados. O triunfo foi por 3x1 (parciais de 25/16, 25/22, 18/25 e 25/13). Nesta quinta (14), a equipe nacional encerra a participação na Fase Classificatória da Liga das Nações contra a Itália, às 15h.

A partida é a de maior dificuldade para o time brasileiro nesta semana, até porque as italianas jogam em casa e travam uma disputa equilibrada com Turquia e Holanda pelas duas últimas vagas na Fase Final. Estados Unidos, Brasil e Sérvia são as seleções já classificadas para a disputa por medalhas, que acontece a partir do dia 27 deste mês, na China. As chinesas, embora estejam fora da zona de classificação, também estão garantidas por serem donas do país-sede.

Jogo

José Roberto Guimarães começou a partida com a ponteira Rosamaria no lugar de Amanda, que vem sendo uma das peças mais regulares da equipe nesta Liga das Nações, e central Carol na vaga de Adenízia. Diante da baixa estatura da Tailândia, que não impôs tanta dificuldade ao ataque brasileiro nos bloqueios, a levantadora Roberta iniciou a partida explorando bastante as jogadas pelo meio.

E, como as adversárias demoraram a entrar no ritmo do jogo, não demorou para a seleção abrir vantagem, chegando a um confortável 12/4. Assim, precisou somente administrar a vantagem para confirmar a vitória no set. José Roberto Guimarães aproveitou para colocar jogadas que não vêm sendo muito utilizadas em quadra, como a líbero Gabi Gabiru e a central Mara.  

Leia também:
Liga das Nações: Brasil abusa dos erros, mas vence Rússia
Liga das Nações: Brasil cai para EUA e liderança escapa
Liga das Nações: Brasil abre semana mais difícil em clássico contra a China
Liga das Nações: apesar dos erros, Brasil vence Holanda
Brasil vence a Polônia por 3x0 na Liga das Nações
Seleção feminina convoca para a Copa Pan-Americana
Brasil derrota a Coreia do Sul pela Liga das Nações
Brasil vence dominicanas na Liga das Nações
[Imagens] Brasil atropela Argentina na Liga das Nações
Na Liga das Nações, Brasil tira os 100% da Turquia
Brasil vira e faz 3x1 na Sérvia pela Liga das Nações
Seleção feminina vence primeira na Liga das Nações de vôlei
Seleção feminina estreia com derrota na Liga das Nações

Na segunda parcial, contudo, a Tailândia se soltou mais e a seleção brasileira, assim como aconteceu diante da Bélgica, pareceu ter baixado a guarda, tornando equilibrado um duelo que tinha tudo para ser fácil. Mais uma vez, permitiu a equipe adversária crescer e até ajudou nesse processo ao conceder vários pontos em erros, principalmente no saque. No final do set, saiu do sufoco com um sequência de saques de Rosamaria, que conseguiu um ponto direto e ajudou o trabalho do bloqueio.

No terceiro set, Amanda entrou no lugar de Gabi, que, diferente do rodízio realizado com a presença de Drussyla, quando jogava só o primeiro set, passou mais tempo em quadra. As tailandesas, que não haviam feito nenhum ponto de bloqueio no jogo anterior, contra a Itália, conseguiram marcar o ataque brasileiro, além de apresentar excelente volume defensivo. E, sem forçar muito o saque, a seleção não incomodou o passe adversário e contribuiu para elas construírem uma boa variação ofensiva.

Isso, junto aos erros bobos da equipe nacional, permitiu a Tailândia abrir 8/11, que depois virou 13/17. José Roberto Guimarães ainda tentou melhorar o rendimento da equipe fazendo a inversão com Macris e Monique nas vagas de Tandara e Roberta. Mesmo assim, o time seguiu cometendo erros e não conseguindo parar as tailandesas, que fecharam em 18/25. 

O quarto set começou equilibrado, mas o Brasil voltou a crescer no bloqueio e isso aumentou a confiança como um todo. Melhor também nas viradas de bola e na defesa, a seleção abriu 15/6. As tailandesas perderam um pouco da empolgação e o time nacional caminhou tranquilo para fechar a parcial em 25/13 e o set em 3x1.  

Liga das Nações feminina

1ª semana:
Barueri (SP)

15.05 – Brasil 1 x 3 Alemanha (25/15, 22/25, 18/25 e 20/25)
16.05 – Brasil 3 x 1 Japão (22/25, 25/18, 25/23 e 25/11) 
17.05 – Brasil 3 x 1 Sérvia (23/25, 25/22, 25/14 e 25/21)

2ª semana:
Ancara (Turquia) 

22.05 – Brasil 3 x 1 Turquia (25/17, 25/19, 23/25 e 25/21) 
23.05 – Brasil 3 x 0 Argentina (25/9, 25/21 e 25/14) 
24.05 – Brasil 3x 0 República Dominicana (25/20, 25/10 e 25/13)

3ª semana:
Apeldoorn (Holanda) 

29.05 – Brasil 3 x 1 Coréia do Sul (25/11, 25/14, 31/33 e 25/20) 
30.05 – Brasil 3 x 0 Polônia (25/20, 25/20 e 25/23) 
31.05 – Brasil 3 x 1 Holanda (25/23, 26/24, 13/25 e 25/22)

4ª semana:
Jiangmen (China)

05.06 – Brasil 3 x 2 China (19/25, 25/23, 27/25, 10/25 e 16/14) 
06.06 – Brasil 1 x 3 Estados Unidos (23/25, 28/26, 21/25 e 18/25) 
07.06 – Brasil 3 x 2 Rússia (15/25, 25/21, 25/20, 19/25 e 17/15)

5ª semana:
Eboli (Itália) 

12.06 – Brasil 3x0 Bélgica (25/15, 25/14, 21/25 e 25/23)
13.06 – Brasil 3x1 Tailândia (25/16, 25/22, 18/25 e 25/13)
14.06 - Brasil x Itália, às 15h (horário de Brasília) – SporTV 2

veja também

comentários

comece o dia bem informado: