Mais medalhas para Pernambuco no segundo dia das Paralimpíadas Escolares 2016

Estado subiu ao pódio em modalidades como atletismo e natação

O principal destaque foi o paralímpico Jeohsah BezerraO principal destaque foi o paralímpico Jeohsah Bezerra - Foto: Divulgação

A delegação de Pernambuco teve um dia recheado de medalhas nas Paralimpíadas Escolares 2016, que estão sendo realizadas em São Paulo capital. Nesta quinta-feira (24), o Estado subiu ao pódio nove vezes, entre conquistas do atletismo e da natação. Ao todo, foram quatro ouros e cinco pratas. Com os resultados, os pernambucanos chegaram à marca de dez medalhas a um dia do encerramento desta edição.

O principal destaque foi o paralímpico Jeohsah Bezerra (Escola Margarida de Lima Falcão, Pesqueira) que alcançou o primeiro ouro pernambucano da competição na prova do salto em distância da classe T44 na categoria B (atletas de 15 a 17 anos). As outras medalhas douradas vieram com Anirelly Lima (Escola Tabajara, Olinda), no arremesso do peso da classe F43 categoria B, Ana Beatriz Gomes (Escola Estadual José de Lima Júnior, Pesqueira), nos 100 metros peito classe SB8 categoria A (atletas de 12 a 14 anos) e Fábio do Carmo (Escola Marechal Eurico Gaspar Dutra, Recife), nos 100 metros peito da classe SB7 categoria B. Já os medalhistas de prata do Estado foram José Ricardo Bezerra (Centro Educacional Carlito Didier – Caic, Pesqueira), nos 1.500 metros classe T37 categoria B, Olga Gomes (Colégio Santa Clara, Carpina), nos 100 metros livre classe S8 categoria B, Gerson Andrade, nos 100 metros livre e peito classe S7/classe SB6 categoria B e a própria Ana Beatriz, que conquistou o segundo lugar nos 100 metros livre classe S9 da categoria A.

O mais experiente do grupo, Jeohsah, que esteve nas Paralimpíadas Rio-2016, bateu o recorde pessoal e conquistou o bicampeonato consecutivo (2015-2016) no salto em distância ao fazer a marca de 5,40 metros. “Foi melhor do que eu esperava. Estava sem treinar direito para essa prova, por conta do foco no salto em altura (prova que disputou nas Paralimpíadas do Rio), e recentemente havia saltado para a casa dos 5,20 metros. O resultado foi muito bom, principalmente por conta desse recorde”, ressaltou Jeohsah.

Ainda nas provas do atletismo, Anirelly lançou 5,59 metros para ficar com o ouro no arremesso do peso, enquanto José Ricardo Bezerra fez o tempo de 6min08s51 para ficar com a medalha de prata nos 1.500 metros. “Os nossos resultados foram muito positivos. Jeohsah foi surpreendente, já que ele estava sem treinar para o salto em distância há um tempo. O ouro veio como um presente para a gente. Ricardo e Anirelly conseguiram boas marcas e se saíram muito bem, assim como outros paratletas nossos que estão tendo o primeiro contato com uma competição nacional de alto nível. Esperamos agora encerrar amanhã (sexta-feira) com mais medalhas”, analisou uma das técnicas do atletismo pernambucano nestas Paralimpíadas Escolares, Glébia Galvão.

Na natação, o dia reservou seis medalhas para Pernambuco. Fábio do Carmo e Ana Beatriz Gomes levaram o ouro nos 100 metros peito com os tempos de 3min15s61 e 2min15s59, nesta ordem. Ana Beatriz também conquistou uma prata nos 100 metros livre com a marca de 1min58s91, prova que a irmã dela, Olga Gomes, também ficou com a segunda colocação ao atingir 1min56s94 na respectiva classe funcional. As outras medalhas de prata foram de Gerson Andrade, nos 100 metros livre e peito com as marcas de 1min22s10 e 2min22s79, respectivamente.

Veja também

Náutico fará nova testagem contra Covid-19
Futebol

Náutico fará nova testagem contra Covid-19

Após ação judicial, Santa Cruz apresenta lista de sócios em sigilo
Santa Cruz

Após ação judicial, Santa Cruz apresenta lista de sócios em sigilo