Manchester City foi quem mais gastou nos últimos dez anos

Controlado pelo xeique Mansouir bin Zayed Al Nahyan, o Manchester City gastou, apenas com transferências, o valor de R$ 6,7 bilhões

Manchester CityManchester City - Foto: Paul Ellis/AFP

Nenhum clube foi mais às compras do que o Manchester City nos últimos dez anos. Pelo menos é essa a conclusão do jornal La Gazzetta dello Sport, que levantou os gastos dos grandes clubes internacionais.

Controlado pelo xeique Mansouir bin Zayed Al Nahyan, o City gastou, apenas com transferências, o valor de 1.584 bilhão de euros (R$ 6,7 bilhões) nas últimas dez temporadas.

A temporada atual, aliás, foi o período de maior gasto do Manchester City em reforços: 317 milhões de euros (R$ 1,35 bilhão).

O Barcelona é o segundo que mais desembolsou grana para se reforçar nos últimos dez anos. De acordo com a publicação italiana, o Barça destinou R$ 4,9 bilhões para a busca de reforços.

Neste ano, o clube catalão fez duas aquisições vultosas: Ousmane Dembelé (105 milhões de euros, equivalente a R$ 444 milhões) e Philippe Coutinho (160 milhões de euros, equivalente a R$ 677 milhões).

Na lista também aparecem o PSG (3º que mais gastou), seguido por Chelsea, Manchester United e Real Madrid.

Mourinho

A dinheirama investida pelo City em reforços já foi alvo de críticas de José Mourinho, técnico do Manchester United.

O português questionou as cifras exorbitantes do Manchester City em atletas que não são estrelas do futebol. No início do ano, por exemplo, o City pagou 65 milhões de euros na aquisição do zagueiro Aymeric Laporte.

Leia também:
Gabriel Jesus embala no City e tem sequência antes da Copa
Com show de Messi, Barcelona conquista título do Espanhol
Real Madrid segura o Bayern e vai à final da Champions
Neymar chega à França nesta sexta e treina com o PSG

Mourinho diz que o City paga "valores de atacantes para adquirir zagueiros" e que esses gastos trazem "desequilíbrio" financeiro e técnico ao futebol.

"Não quero tirar crédito ao que Guardiola e o seu clube estão a fazer mas nos últimos anos o mercado está a ir num sentido em que não há limites. O fair-play financeiro da UEFA não é nada e é difícil competir contra os clubes que gastam o que querem. É possível? Sim, é", disse Mourinho.

Os seis clubes que mais gastaram nos últimos 10 anos (em euros)
1 - Manchester City - 1,58 bilhão (R$ 6,7 bilhões);
2 - Barcelona - 1.158 bilhão (R$ 4,9 bilhões);
3 - PSG - 1.150 bilhão (R$ 4,9 bilhões);
4 - Chelsea - 1,137 (R$ 4,8 bilhões);
5 - Manchester United - 1.018 bilhão (R$ 4.3 bilhões);
6 - Real Madrid - 972 milhões (R$ 4,13 bilhões).

Veja também

André prega evolução em sequência como titular
Futebol

André prega evolução em sequência como titular

Léo Gaúcho comemora volta aos gols pelo Santa
Futebol

Léo Gaúcho comemora volta aos gols pelo Santa