Marcello Lippi pode ser próximo técnico da China

O treinador italiano foi cogitado pelo diário Corriere dello Sport

Alessandro Molon (Rede-RJ) Alessandro Molon (Rede-RJ)  - Foto: Reprodução/ Facebook

O italiano Marcello Lippi, campeão do mundo em 2006, poderia ser nomeado técnico da China, substituindo Gao Hongbo, que pediu demissão na semana passada, afirmou nesta quarta-feira o diário esportivo Corriere dello Sport.

"Lippi, técnico da China", escreveu em seu site o diário italiano, completando que o veterano técnico está "inclinado a aceitar" a proposta.

"Nos próximos dias, o ex-treinador da Itália viajará a Pequim para estudar em detalhe a proposta que foi feita pela federação chinesa", completou o jornal, sem citar fontes.

Lippi havia assinado no mês passado um contrato classificado como "estratosférico" pela imprensa italiano para voltar a treinar o Guangzhou a partir de janeiro, clube que já comandou entre 2012 e 2014. A possível mudança não seria problemas para o italiano, já que o desenvolvimento do futebol chinês é uma prioridade para as autoridades do país.

O técnico anterior, Gao Hongbo, pediu demissão em 11 de outubro, após uma nova derrota por 2 a 0 para o Uzbequistão nas eliminatórias asiáticas para a Copa do Mundo-2018.

A China, que ocupa a 78ª colocação no ranking Fifa, somou apenas um ponto nas quatro primeiras partidas das eliminatórias. É o lanterninha do grupo A, atrás de Irã, Uzbequistão, Coreia do Sul e Catar.

O presidente do país, Xi Jinping, grande fã do futebol, prometeu não medir esforços para que a China um dia possa conquistar a Copa do Mundo.

Veja também

Alemanha volta a proibir presença de público em eventos esportivos
Covid-19

Alemanha volta a proibir presença de público em eventos esportivos

Neymar sente lesão durante jogo do PSG pela Liga dos Campeões
Futebol

Neymar sente lesão durante jogo do PSG pela Liga dos Campeões