Margem difícil de ser alcançada

Tricolores conseguiram três gols de diferença em apenas três oportunidades no ano

Aerosmith canta no Classic HallAerosmith canta no Classic Hall - Foto: Reprodução

O placar de 2x0 sofrido pelo Santa Cruz na primeira partida das oitavas de final da Copa Sul-Americana, diante do Independiente Medellín, dificultou a vida dos corais na competição. Para conseguir a classificação, os comandados do técnico Doriva terão de vencer o adversário colombiano por uma diferença de três gols, no jogo do Recife, na próxima quarta-feira. No ano, os tricolores só conseguiram tal margem em três oportunidades.

O processo de classificação da Copa Sul-Americana segue o mesmo critério utilizado na Copa do Brasil. Ou seja, a repetição do placar de 2x0 em favor dos pernambucanos leva a decisão para os pênaltis. Apenas três gols de vantagem dá a vaga de forma direta aos tricolores.

Dos 60 jogos que o Santa Cruz já teve a oportunidade de disputar em 2016, os corais emplacaram a diferença de gols no confronto contra o América/MG (3x0), no estádio Independência, e nas partidas diante do Cruzeiro (4x1) e Vitória (4x1), ambas no estádio do Arruda. Todos os confrontos válidos pela Série A do Campeonato Brasileiro.

Caso consiga levar a partida para os pênaltis, contra o Independiente Medellin, o Santa Cruz terá de chegar ao seu terceiro 2x0 no ano. Os outros dois aconteceram pela Copa do Nordeste e pela Copa do Brasil. O primeiro contra o Confiança, no estádio Lourival Baptista, e o segundo diante do Vitória da Conquista, no estádio Lomato Júnior.

Veja também

Para reagir na Série A, Sport busca surpreender Atlético/MG, no Mineirão
Brasileirão

Para reagir na Série A, Sport busca surpreender Atlético/MG, no Mineirão

Bahia, São Paulo e Vasco conhecem adversários da Copa Sul-Americana
Sulamericana

Bahia, São Paulo e Vasco conhecem adversários da Copa Sul-Americana