Futebol

Martelotte elogia desempenho do elenco em classificação diante do Retrô

Santa Cruz venceu por 2x1, na Arena de Pernambuco, e avançou às oitavas de final da Série D do Campeonato Brasileiro

Marcelo MartelotteMarcelo Martelotte - Foto: Rafael Melo/ Santa Cruz

Após a vitória por 2x1, diante do Retrô, na Arena de Pernambuco, pela segunda fase da Série D do Campeonato Brasileiro, o técnico Marcelo Martelotte destacou a força do grupo para conquistar a classificação às oitavas de final da competição. O treinador, porém, manteve os pés no chão. “Foi somente uma etapa”.

"Eles foram guerreiros nesta noite e merecem a classificação não só pelo que fizeram no jogo de hoje, mas também pela forma que saíram de campo no Arruda (no empate em 0x0, na ida). Foi uma prova que esse grupo tem capacidade e condições de brigar. Não vai ser fácil (acesso). Para o Santa Cruz, nunca foi, então o coração tem de ficar forte, preparado", disse o técnico.

Martelotte frisou que a classificação coral também passou pelo comportamento da equipe no jogo de ida, vencendo a desconfiança da torcida por conta do histórico negativo recente perante o Retrô e da disparidade entre as campanhas de ambos os clubes.

“Antes do primeiro jogo, havia uma desconfiança por eles terem a melhor campanha da primeira fase e a gente, a pior. Além da lembrança da derrota por 4x0 no Pernambucano. Tínhamos de mostrar um comportamento para dizer que não existia diferença. Não ter perdido aquele jogo fez com que a gente não entrasse com um peso emocional (para o duelo da volta). E isso acabou aumentando a pressão em cima deles”, observou. “No final, essa foi somente uma etapa. Estamos entre os 16 classificados, o campeonato vai afunilando e vamos lutar para ficarmos mais próximos do objetivo final”, declarou.

Veja também

Por falta de quórum, assembleia para mudança de estatuto do Náutico é adiada
Náutico

Por falta de quórum, assembleia para mudança de estatuto do Náutico é adiada

PM acusado da morte de lutador de jiu-jitsu se entrega
São Paulo

PM acusado da morte de lutador de jiu-jitsu se entrega