Santa Cruz

Martelotte aponta erros, credita Manaus e cita necessidade de recuperar alto nível

Após derrota por 2x1 para os manauaras, o treinador coral apontou a importância de utilizar os próximos dois jogos para melhorar desempenho da equipe

Marcelo Martelotte, técnico do Santa CruzMarcelo Martelotte, técnico do Santa Cruz - Foto: Rafael Melo/SCFC

Insatisfeito com o desempenho do time desde a última rodada, o técnico Marcelo Martelotte reconheceu os erros, apontou o bom desempenho do adversário e elencou os pontos que contribuíram para o baixo aproveitamento do Santa Cruz neste sábado (21), na derrota por 2x1 diante do Manaus, no Arruda. Entre os apontamentos, o treinador disse acreditar que a falta de ritmo dos atletas que retornaram do isolamento social foi determinante para a queda de rendimento do grupo diante dos esmeraldinos.

“Foi, para a irregularidade do time, sim. Lógico que essa queda de rendimento também foi importante para o resultado final da partida. Quatro jogadores jogaram o último jogo 21 dias atrás e realmente essa falta de ritmo pesou, a gente sabia que poderia acontecer isso. Inclusive, pensamos em tentar equilibrar um pouco essa situação, mas sabíamos que iríamos ter esse tipo de dificuldade. Independente disso, é importante ressaltar o mérito do adversário. O Manaus fez um belo jogo, soube marcar muito bem a nossa equipe, se aproveitou bem de suas chances e venceu o jogo”, analisou. 
 

Ao todo, seis jogadores voltaram ao batente depois de se recuperarem da Covid-19. Pipico, Toty, Paulinho, Danny Morais, William Alves e Chiquinho (Denílson também está recuperado, mas não foi relacionado para a partida). O sexteto foi acionado, e Chiquinho foi quem fez a diferença, após diminuir o placar em boa cobrança de falta. Por outro lado, a Cobra Coral não contou com Didira e Victor Rangel, ambos com Covid-19. Mesmo assim, o excesso de erros foi o que prejudicou o desempenho do tme, e o Tricolor pagou por isso. Para Martelotte, também faltou capricho na finalização das jogadas. 

“A gente teve uma intensidade maior no momento em que reagimos após tomarmos o segundo gol. Tivemos algumas chances, boas chances também no final do primeiro tempo foram criadas. Esses foram os casos que faltou um pouco mais de capricho na finalização, mas de um modo geral, nós já conversamos a respeito do nível de jogo abaixo que a gente vinha apresentando. Em alguns jogos, também não jogamos o nosso melhor, mas achamos a maneira de vencer a partida. Hoje, infelizmente, não encontramos e saímos com a derrota”, completou. 

Apesar da derrota, faltando apenas duas rodadas para o término da primeira fase da competição, o comandante tricolor pontuou que o resultado não deve abalar a confiança do elenco. “Todas os times ainda brigam por classificação ou fuga do rebaixamento. O único time, hoje, que fala em próxima fase é o Santa Cruz, então a próxima fase está muito distante e sempre ressaltamos que na próxima fase zera tudo. É importante que a você use esses jogos para ganhar confiança, como é o nosso caso. Nosso time tem muita confiança, vem jogando num nível muito alto, mas eu não acredito que uma derrota traria nenhum prejuízo mesmo que tivéssemos que iniciar a próxima fase no próximo final de semana. A gente ainda tem dois jogos nessa fase e vamos utilizar esses jogos para voltar a jogar num nível mais alto”. 

Veja também

GP do Bahrein é interrompido após grave acidente com Grosjean
Acidente

GP do Bahrein é interrompido após grave acidente com Grosjean

No retorno aos ringues, Tyson empata com Roy Jones Jr.
Boxe

No retorno aos ringues, Tyson empata com Roy Jones Jr.