Esportes

Mastercard suspende campanha com Neymar após acusação de estupro

Em reportagem, a Folha de S.Paulo mostrou que outras patrocinadoras se preocupam e cobram explicações

NeymarNeymar - Foto: CARL DE SOUZA / AFP

A Mastercard decidiu suspender uma campanha para a Copa América com Neymar como garoto-propaganda, que enfrenta acusação de estupro e agressão. Os comerciais divulgam meios de pagamento por aproximação e, segundo a empresa, podem ser retomados ao fim das investigações. "Nós temos uma série de ativações de marketing planejadas para o decorrer do campeonato que são focadas em promover o uso do pagamento por aproximação. Nós tomamos a decisão de parar aquelas ativações que incluem o embaixador da marca até que o assunto seja resolvido", diz a marca em nota.

Questionada, a companhia ainda não anunciou como pretende substituir as peças que veicularia com o camisa 10 da seleção. Em reportagem, a Folha de S.Paulo mostrou que outras patrocinadoras se preocupam e cobram explicações. É o caso da Nike que disse estar "profundamente preocupada". "Seguimos acompanhando de perto a situação." No fim de semana, surgiu a notícia de que uma jovem fez um boletim de ocorrência acusando Neymar de estupro e agressão. O jogador nega.

Quem o acusa é Najila Trindade Mendes de Souza, que concedeu entrevista ao SBT e afirmou ter apelado ao jogador , em encontro num hotel em Paris, para que não fizessem sexo sem camisinha. Segundo ela, houve um comportamento agressivo do atleta, que ignorou o pedido.

"Nos primeiros [atos agressivos], ok. Só que depois começou a me machucar muito. Falei: 'para, está doendo'. Ele falou: 'desculpa, linda'. Continuamos. Falei: 'você trouxe preservativo?' Ele disse que não. 'Então não vai acontecer nada além disso'. Ele não respondeu nada. Ele me virou, cometeu o ato [sexual] e continuava batendo na minha bunda, violentamente. Foi rápido, eu me virei e saí do quarto. Eu falei: 'para, para, para'. Ele não se comunicava. Só agia", explicou Najila.

No amistoso desta quarta (5), em que o Brasil bateu o Qatar por 2 a 0, o camisa 10 da seleção foi substituído com apenas 20 minutos de partida e deixou o estádio Mané Garrincha, em Brasília, de muletas. De acordo com a CBF, Neymar teve uma entorse no tornozelo direito e foi cortado da Copa América.

Leia também:
Neymar sofre lesão e é cortado da Copa América
Defesa de acusadora de Neymar diz que levará vídeo à polícia
Com dores no tornozelo, Neymar deixa amistoso do Brasil

Veja também

Bia Haddad leva Brasil às semifinais de duplas no Aberto da AustráliaTênis

Bia Haddad leva Brasil às semifinais de duplas no Aberto da Austrália

'Ano de afirmação na minha carreira', fala Alanzinho sobre temporada com a camisa do SportSport

'Ano de afirmação na minha carreira', fala Alanzinho sobre temporada com a camisa do Sport