McGregor faz provocações, e Mayweather mantém respeito

"ele não está nem mesmo no mesmo nível de homem que eu sou", disse o campeão de UFC

Lutadores trocaram farpas ao longo das últimas semanasLutadores trocaram farpas ao longo das últimas semanas - Foto: Gene Blevins/AFP

LAS VEGAS (EUA) - A última entrevista com Floyd Mayweather e Conor McGregor antes da luta deste sábado (26), em Las Vegas, nos Estados Unidos, foi marcada por posturas muito diferentes entre os dois lutadores.

O irlandês manteve seu estilo falastrão, provocador e atacou muito seu adversário. Já o americano preferiu um tom mais político, até elogioso, para com seu rival.

"Eu vou f... com esse cara de qualquer maneira. Era melhor ele ter ficado aposentado, ter me deixado quieto onde eu estava, ter ficado de boca fechada", começou o campeão peso leve do UFC. "Esse senhor não está no mesmo nível de luta que eu. Na verdade, ele não está nem mesmo no mesmo nível de homem que eu sou."

Como já é uma tradição, McGregor fez sua previsão sobre como o combate deve acabar, assim como sempre faz em suas lutas no UFC. "Estou preparado para fazer 12 rounds com uma intensidade incrível. Eu vou pressionar o tempo todo. Ele não está preparado para o que vai encontrar. Mas não se preocupem, isso não vai passar do primeiro round."

Mais calmo, mantendo a tranquilidade que lhe é peculiar, Floyd preferiu um discurso de agradecimento antes de sua 50ª e última luta como boxeador profissional, em quase 21 anos de carreira. "O mundo está falando dessa luta, todo mundo só quer saber desses dois lutadores. Eu levo isso muito a sério há 21 anos e estou levando do mesmo jeito dessa vez."

"Tenho certeza que ele fez uma grande preparação para termos um uma grande luta, vamos dar a melhor luta da história para os fãs. Nós somos os melhores no que fazemos. Conor é um grande lutador, luta em pé. Tenho certeza que não vai ser fácil. Teremos sangue e lágrimas no final desta noite", completou o Mayweather.

Veja também

Internacional vence sexta seguida e fica a um ponto do líder São Paulo
Campeonato Brasileiro

Internacional vence sexta seguida e fica a um ponto do líder São Paulo

Presença de atletas formados na base cresce 25% em Brasileiro na pandemia
Futebol

Presença de atletas formados na base cresce 25% em Brasileiro na pandemia