Medina e Julian avançam, Filipe vai para repescagem

Gabriel Medina e Julian Wilson têm vaga no Round 3 do Billabong Pipe Masters, enquanto Filipe fica pressionado

Gabriel Medina tenta o bicampeonato mundialGabriel Medina tenta o bicampeonato mundial - Foto: Laurent Masurel/WSL

Mesmo sem a formação ideal das ondas em Pipeline, no Havaí, a Liga Mundial de Surfe optou por iniciar nesta quinta-feira (13) o evento principal do Billabong Pipe Masters, última etapa do Circuito Mundial - a quarta (12) foi dedicada somente à triagem. Os olhares, claro, estiveram focados nos brasileiros Gabriel Medina e Filipe Toledo e no australiano Julian Wilson, trio que protagoniza a disputa pelo título de 2018. Medina e Julian estrearam com vitória, enquanto Filipe terá de enfrentar a repescagem para seguir na disputa.

Primeiro a cair no mar, Filipe teve dificuldade para encontrar o melhor posicionamento no outside e não conseguiu pontuar bem (5.04), sendo derrotado por Matt Wilkinson (AUS), que fez 6.03. Caio Ibelli, com 4.93, também fará a repescagem. Filipe está logo na primeira bateria do Round 2, contra o qualifier havaiano Benji Brand, e caso perca, dará adeus ao sonho do primeiro título mundial. Uma chamada para avaliação do mar está marcada para esta sexta-feira (14), às 14h30 (do Recife). A expectativa da organização é que o cenário tenha uma melhora significativa somente no domingo (16), com previsão de conclusão do evento.

Julian Wilson competiu logo depois e, por pouco, também não perdeu. Ele conseguiu a vitória nos minutos finais (8.07), em cima do brasileiro Tomas Hermes (6.40) e do havaiano oriundo da triagem, Seth Moniz (4.57). Foi, então, a vez de Medina ir para a água. Único que depende apenas de si para ser campeão, ele surfou seguro, arriscou aéreos e tubos e, com 13.16 pontos, deixou para trás o norte-americano Connor O’Leary (9.67) e o qualifier havaiano Benji Brand (9.97).

   Brasileiros 

Além de Medina, outros três brasileiros venceram suas baterias no Round 1, os catarinenses Yago Dora e Michael Rodrigues e o potiguar Italo Ferreira. Italo, inclusive, vem sendo um dos destaques da atual temporada, com três títulos de etapas. Ele foi campeão em Bells Beach, na Austrália, em Bali, na Indonésia, e em Peniche, Portugal. Apesar de ter sido quem mais venceu neste ano, ele não briga pelo título mundial por não ter consigo manter a regularidade de bons resultados nas demais etapas.

Sete atletas nacionais terão uma segunda chance no Billabong Pipe Masters na repescagem do Round 2, entre eles o pernambucano Ian Gouveia, filho do paraibano Fábio Gouveia. Ian apresentou evolução no seu surfe do ano passado, quando estreou no WCT, para este ano. Entretanto, não conseguiu transformar isso em resultados e compete com a corda no pescoço. Em 29º, precisa vencer no Havaí para assegurar a permanência na elite em 2018. 

Billabong Pipe Masters

Round 1 

1: Jordy Smith (AFS) 12.00 x Kelly Slater (EUA) 11.43 x Frederico Morais (POR) 4.47
2: Yago Dora (BRA) 9.83 x Owen Wright (AUS) 9.60 x Miguel Pupo (BRA) 2.00
3: Italo Ferreira (BRA) 13.30 x Joan Duru (FRA) 11.67 x Keanu Asing (HAV) 5.66
4: Matt Wilkinson (AUS) 6.03 x Filipe Toledo (BRA) 5.04 x Caio Ibelli (BRA) 4.93
5: Julian Wilson (AUS) 8.07 x Tomas Hermes (BRA) 6.40 x Seth Moniz (HAV) 4.57
6: Gabriel Medina (BRA) 13.16 x Benji Brand (HAV) 9.97 x Connor O’Leary (AUS) 9.67
7: Griffin Colapinto (EUA) 7.07 x Ryan Callinan (AUS) 6.77 x Wade Carmichael (AUS) 4.50
8: Michael February (AFS) 6.30 x Kanoa Igarashi (JAP) 6.10 x Sebastian Zietz (HAV) 4.03
9: Michel Bourez (TAH) 12.03 x Ian Gouveia (BRA) 12.00 x Ezequiel Lau (HAV) 10.90
10: Conner Coffin (EUA) 15.07 x Jeremy Flores (FRA) 14.00 x Jesse Mendes (BRA) 9.20
11: Joel Parkinson (AUS) 11.12 x Kolohe Andino (EUA) 8.10 x Adrian Buchan (AUS) 5.13
12: Michael Rodrigues (BRA) 11.44 x Patrick Gudauskas (EUA) 7.60 x Willian Cardoso (BRA) 5.04

Round 2
1: Filipe Toledo (BRA) x Benji Brand (HAV)
2: Owen Wright (AUS) x Seth Moniz (HAV)
3: Wade Carmichael (AUS) x Caio Ibelli (BRA)
4: Kanoa Igarashi (JAP) x Keanu Asing (HAV)
5: Kolohe Andino (EUA) x Miguel Pupo (BRA)
6: Willian Cardoso (BRA) x Kelly Slater (EUA)
7: Adrian Buchan (AUS) x Ryan Callinan (AUS)
8: Jeremy Flores (FRA) x Ian Gouveia (BRA)
9: Ezequiel Lau (HAV) x Jesse Mendes (BRA)
10: Sebastian Zietz (HAV) x Patrick Gudauskas (EUA)
11: Frederico Morais (POR) x Connor O'Leary (AUS)
12: Joan Duru (FRA) x Tomas Hermes (BRA)

 

Veja também

Náutico cede Aflitos e CT para serem postos de vacinação contra Covid-19
Coronavírus

Náutico cede Aflitos e CT para serem postos de vacinação

Pressionada por Covid-19, NBA tenta salvar temporada, dinheiro e imagem
Basquete

Pressionada por Covid-19, NBA tenta salvar temporada, dinheiro e imagem