Melhorar rendimento em casa é crucial para Santa atingir G4

Como mandante, Santa Cruz tem rendimento de lanternas como Salgueiro e Náutico

Santa Cruz x Botafogo/PBSanta Cruz x Botafogo/PB - Foto: Brenda Alcântara/Folha de Pernambuco

A derrota por 3x2 para o Botafogo/PB, no Arruda, pela sexta rodada do Grupo A da Série C, foi apenas a primeira do Santa Cruz em casa na temporada. Os números do time no Recife em 2018 não são ruins, mas, especificamente no torneio nacional, eles não são tão positivos. Uma análise mais atenciosa sobre a competição tem mostrado que ter um desempenho acima da média em seu reduto é crucial na briga pela classificação à próxima fase do torneio.

Além do tropeço diante dos paraibanos, o Santa venceu o Atlético/AC por 3x1 e empatou em 0x0 com o ABC. Conquistou quatro de nove pontos possíveis. Aproveitamento de 44,4%. Dados idênticos, por exemplo, a outros dois representantes pernambucanos da competição. Tanto Náutico como Salgueiro também somaram a mesma pontuação em casa. O problema é que a dupla briga contra o rebaixamento. Analogia que não agrada os tricolores.

Leia também:
Santa homenageia ídolos revelados no Arruda em prol do CT
Apesar do revés, Adriano elogia Santa e foca no Nordestão

Os concorrentes do Santa na parte de cima da tabela estão com um desempenho melhor em casa. A exceção é o Confiança, que tem o mesmo número de pontos, embora tenha uma partida a menos como mandante. Dos seis pontos em disputa, os sergipanos ganharam quatro, com aproveitamento de 66,6% - o mesmo do Botafogo/PB, que ganhou dois dos três confrontos realizados na Paraíba. O Atlético/AC venceu todos os três jogos que fez em casa. O Juazeirense tem aproveitamento de 75%, ao ter vencido três de quatro duelos na Bahia.

Veja também

'Ele morreu por alguns minutos', diz ex-médico de Eriksen
SUSTO NA EUROCOPA

'Ele morreu por alguns minutos', diz ex-médico de Eriksen

Brasil encara Venezuela na estreia da Copa América 2021
Futebol

Brasil encara Venezuela na estreia da Copa América 2021