Meninas do Brasil lutam por lugar no pódio da Copa do Mundo

Após sequência de derrotas, seleção se recupera no torneio, faz cálculos e seca adversárias para medalhar

Seleção brasileira de vôleiSeleção brasileira de vôlei - Foto: Divulgação/FIVB

Depois de sofrer três derrotas quase em sequência, para Holanda (3x0), Estados Unidos (3x0) e China (3x2), a seleção brasileira feminina de vôlei mostrou reação na Copa do Mundo de Vôlei, que acontece no Japão, ao bater República Dominicana (3x1) e Japão (3x0) nas últimas duas rodadas. Embora o título não seja mais possível, os resultados fizeram a equipe vislumbrar, que sabe, um lugarzinho no pódio do evento. No momento, a seleção nacional ocupa a quinta posição, com 15 pontos, enquanto a Holanda, quarta colocada, soma 16, a Rússia, em terceiro, aparece com 19 e os Estados Unidos, em segundo, têm 20 pontos. A China lidera de forma isolada com 23 pontos, frutos de sete vitórias por 3 sets a 0 e apenas uma por 3x2.

Leia também:
Com propriedade, Brasil vence a República Dominicana na Copa do Japão

Brasil joga mal e sofre a primeira derrota no Mundial de vôlei no Japão
Seleção brasileira passa pelo Quênia e segue viva no Mundial
 

Faltam três jogos para o encerramento da Copa do Mundo, que é realizada em formato de pontos corridos. O Brasil enfrentará, respectivamente, Camarões, Coreia do Sul e Rússia. As holandesas jogarão com as chinesas, além de República Dominicana e Japão. A Rússia é quem terá a sequência mais pesada, contra Estados Unidos, Quênia e Brasil, enquanto as norte-americanas vão encarar Rússia, Camarões e Coreia do Sul.

O Brasil precisa vencer todos os confrontos por 3x0 ou, no máximo, 3x1, se quiser seguir na briga por uma medalha. Placares de 3x2, apesar da vitória, não são tão interessantes no momento porque só valem dois pontos para o campeão do confronto e o perdedor ainda soma um. Na próxima rodada, as brasileiras são as que têm vida mais “fácil”, contra a Coreia do Sul. Se a China confirmar o favoritismo contra as holandesas, o time de José Roberto Guimarães pode já subir uma posição e colar em quem perder no confronto direito entre Rússia e EUA.

Em caso de derrota das norte-americanas, elas não devem ter dificuldade para se recuperar nas rodadas seguintes, continuando a depender apenas de si para medalhar. Já as russas, se perderem, ficarão mais pressionadas, pois, embora joguem com o Quênia na partida seguinte, devendo confirmar uma vitória tranquila, poderão protagonizar um confronto direto com o Brasil pela terceira posição na rodada final.

Horários
A seleção brasileira volta à quadra na madrugada de sexta, às 2h, para enfrentar Camarões. Ainda na sexta, só que às 23h, a equipe encara a Coreia do Sul. O duelo contra a Rússia será às 2h do domingo. Todos os confrontos terão transmissão do SporTV 2.

Veja também

Empresário confirma proposta do Goiás por Barcia
Sport

Empresário confirma proposta do Goiás por Barcia

Pandemia adia Corrida de São Silvestre para julho do ano que vem
Maratona

Pandemia adia Corrida de São Silvestre para julho do ano que vem