Futebol

Mesmo com derrota, Bolívar enxerga poder de reação no Santa

Tricolor conseguiu marcar um gol nos minutos finais e teve condições de chegar ao empate, mas foi derrotado pelo Náutico por 2x1

Bolívar, técnico do Santa CruzBolívar, técnico do Santa Cruz - Foto: Rafael Melo/Santa Cruz

O Santa Cruz teve sete minutos de esperança diante do Náutico. Perdendo por 2x0 e demonstrando um futebol apático, o Tricolor ganhou um suspiro de confiança ao marcar um gol aos 43 minutos, diminuindo o placar para 2x1. O clube chegou a ter boas oportunidades de empatar, mas saiu derrotado, na Arena de Pernambuco, pela semifinal do Campeonato Pernambucano. Para o treinador Bolívar, mesmo em meio à eliminação no torneio, foi possível enxergar pontos positivos. 

DAZN

O DAZN, maior serviço de streaming esportivo do mundo, apresenta o melhor das competições esportivas nacionais e internacionais por uma assinatura mensal pelo custo de R$ 19,90. Para quem já é assinante, basta acessar o site ou o app da plataforma. Para quem ainda não tem conta, o serviço disponibiliza 30 dias grátis, bastando clicar neste link para se cadastrar. Você pode acompanhar os eventos pelo computador, no celular, tablet ou até no console do videogame.

“O primeiro tempo foi abaixo do esperado. Sabíamos que nós íamos enfrentar uma equipe que joga muito no nosso campo defensivo. A partir do momento da roubada de bola, a gente precisaria de um jogo apoiado, com mais coragem, e não tivemos. Pecamos no lance do primeiro gol, mas, no segundo tempo, tivemos poder de reação, buscando o segundo gol. Brigamos até o final, mas infelizmente não conseguimos a sonhada passagem à final. Precisamos trabalhar agora para levar o time à Série B”, apontou.

O técnico indicou que o próximo passo, após a eliminação, é reforçar o elenco para a disputa da Série C do Campeonato Brasileiro. “Estou aqui há 10 dias e tivemos três partidas decisivas nesta sequência. É fundamental, agora, sentar com calma com a direção para vermos as possibilidades de contratações, as carências. Vamos refletir bem para ver o que é preciso fazer para termos um Santa Cruz forte”, indicou.

“Quem acompanha o calendário do futebol brasileiro, sabe que jogamos a cada três dias uma partida. O tempo de trabalho é curto. É preciso primeiro achar uma consistência defensiva, dando uma solidez para, depois, pensar na ofensiva. Não é da noite para o dia que vamos achar o equilíbrio. Temos 20 dias de trabalho até o início da Série C, focando bem em todos os setores para ter um time competitivo”, completou.

 

Veja também

Seleção feminina de vôlei bate Japão e vai à final da Liga das Nações
Vôlei

Seleção feminina de vôlei bate Japão e vai à final da Liga das Nações

Derley comemora volta ao time após chegada de Roberto Fernandes
Futebol

Derley comemora volta ao time após chegada de Roberto Fernandes