Afastado

Mesmo destituído, Rogério Caboclo pode retornar à presidência da CBF; entenda

Dirigente ainda aguarda recurso ser julgado pelo CBMA e pode procurar a Justiça comum

Rogério CabocloRogério Caboclo - Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Rogério Caboclo foi destituído da presidência da CBF nesta quinta-feira (24). A assembleia da entidade deu parecer favorável ao relatório da Comissão de Ética que sugeriu o afastamento dele do cargo por mais 20 meses. A decisão foi unânime entre as 27 federações. Ele foi acusado de assédio moral contra o diretor de TI, Fernando França.

Caboclo já cumpre um afastamento de 21 meses desde setembro do ano passado. Agora com a nova punição, seu tempo fora do cargo extrapolará o período de mandato restante, e segundo o estatuto da CBF, por isso, o cargo é considerado vago. Novas eleições terão que ser convocadas em até 30 dias. 

Entretanto, apesar de remotas, ainda há chances de o cartola retornar à presidência da CBF. O recurso que ele impetrou no Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem (CBMA) sobre a sua primeira punição ainda não foi julgado. Na ocasião, Caboclo foi afastado da presidência por 21 meses por supostamente ter assediado sexualmente e moralmente uma ex-secretária. A defesa do dirigente também recorrerá da decisão proferida nesta quinta-feira. 
 

Caso o CBMA defira alguma liminar ou até mesmo uma decisão final em que favoreça Caboclo, ele retornará ao cargo. Como nas eleições que acontecerão em breve só vice-presidentes podem concorrer, o eleito deixará o cargo e retornará à sua condição de vice. 

Outra possibilidade é que Caboclo consiga alguma decisão na Justiça comum que o conduza novamente ao cargo. Entretanto, essa possibilidade pode trazer consequências ao dirigente. O estatuto da CBF prevê que conflitos sejam resolvidos através de arbitragem e não da Justiça. Caso ele opte por esse caminho, pode até ser punido pela Fifa.  

Veja também

Nos Aflitos, Clássico dos Clássicos agita rodada final da primeira fase do Pernambucano
Futebol

Nos Aflitos, Clássico dos Clássicos agita rodada final da primeira fase do Pernambucano

Sport diz que vai recorrer de punição imposta pelo STJD
Sport

Sport diz que vai recorrer de punição imposta pelo STJD