Messi chora, perde ônibus e ouve críticas após queda

Argentino viveu momentos difíceis após a eliminação do Barcelona para o Liverpool na semifinal da Champions League

Lionel Messi, atacante do BarcelonaLionel Messi, atacante do Barcelona - Foto: AFP

A noite ruim de Lionel Messi não terminou quando o árbitro turco Cüneyt Çakir apitou o final da partida no estádio de Anfield, nesta terça-feira (7). Ele ainda enfrentaria mais problemas até entrar no voo que levou a delegação do Barcelona de volta à Espanha.

Em campo, o Liverpool conseguiu virada histórica contra a equipe do argentino. Depois de perder por 3x0 no Camp Nou, goleou por 4x0 na Inglaterra e avançou à final da Champions League, torneio que Messi havia prometido levar mais uma vez para Barcelona após quatro anos de espera.

No vestiário, após a surpreendente derrota, o atacante chorou, segundo o diário inglês "Guardian". Não foi a primeira vez que uma derrota importante abalou o camisa 10. Geralmente isso acontece com a camisa da seleção argentina. Ele havia derramado lágrimas diante dos companheiros após as derrotas nas finais da Copa do Mundo de 2014 e da Copa América de 2015 e 2016. Quando a Argentina caiu diante da França, no ano passado, no Mundial da Rússia, ele também chorou.

Leia também:
Para Guardiola, Liverpool e Barça com Neymar são os times mais fortes que enfrentou

Escolhido para o exame antidoping, Messi levou mais tempo do que de costume e, quando saiu da sala, o ônibus com os jogadores do Barcelona já havia deixado o estádio. Sempre acompanhado do funcionário do clube, Pepe Costa, que o segue a todos os lugares, ele teve de esperar o carro enviado para buscá-lo.

Mãos nos bolsos e expressão abatida, Messi saiu sem falar com a imprensa, tal qual aconteceu em outras derrotas traumáticas. Apenas Sergio Busquets e Luis Suárez conversaram com os repórteres. Voz embargada, Busquets quase chorou. Quando fazia os procedimentos de embarque e passava sua mala pelo raio-x do aeroporto, Messi foi cobrado por torcedores do Barcelona que também estavam no aeroporto. Alguns o xingaram e ele chegou a questioná-los porque aquilo estava acontecendo. Mas, ao mesmo tempo, outro grupo de fãs o aplaudiu e incentivou.

Já campeão espanhol, o Barcelona entra em campo pela liga no domingo (12), contra o Getafe. A equipe ainda pode vencer outro título na temporada. No dia 25, faz a final da Copa do Rei diante do Valencia.

Veja também

Eslovênia acusa comitê organizador do Mundial de Handebol de servir comida estragada
Handebol

Eslovênia acusa comitê organizador do Mundial de Handebol de servir comida estragada

Com 21% de chance de queda, Sport encara sequência que lhe deu apenas quatro pontos no 1º turno
Sport

Com 21% de chance de queda, Sport encara sequência que lhe deu apenas quatro pontos no 1º turno