NBA

Miami Heat vence Boston Celtics e fica a uma vitória de final da NBA

Com grande atuação do novato Tyler Herro, os comandados de Erik Spoelstra abriram 3x1 na série

Tyler Herro e Goran DragićTyler Herro e Goran Dragić - Foto: Kevin C. Cox / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / G

Em uma série que já se notabiliza pelas fortes defesas, o Miami Heat venceu o Boston Celtics por 112x109 e abriu 3x1 na final da Conferência Leste da NBA. Destaque para o ala-armador Tyler Herro, que marcou 37 pontos (maior pontuação da carreira universitária e profissional do atleta) e foi o grande destaque do triunfo da equipe comandada por Erik Spoelstra.
Na última temporada, o Toronto Raptors de Nick Nurse usou e abusou de várias formações defensivas diferentes na final contra o Golden State Warriors. A marcação por zona usada em alguns momentos das partidas foi muito debatida, mas era difícil a equipe permanecer um quarto inteiro utilizando dessa estratégia. 


O Heat, no entanto, fez o inesperado. A defesa por zona é utilizado em praticamente todas as jogadas e o Boston Celtics deve extrema dificuldade para pontuar em cima dos jogadores de Miami. As estatísticas que traduzem bem isso são as roubadas de bola e erros. A equipe de Spoelstra seis bolas a mais que os comandados de Brad Stevens, além disso o Miami ainda provocou 19 erros no adversário, contra apenas oito de sua equipe. Isso fez, inclusive, Jayson tatum sair zerado no primeiro tempo do jogo.

Ofensivamente, Miami se apoio no jogo coletivo de sempre e teve desta vez uma fabulosa atuação do novato Tyler Herro. Foram 37 pontos, seis rebotes e três assistências para o atleta. Butler, Adebayo e Dragic também funcionaram bastante ofensivamente e pontuaram todos acima de 20 pontos. 

As únicas peças que estavam destoando ofensivamente eram Duncan Robinson e Jae Crowder. Enquanto o primeiro só permaneceu 23 minutos em quadra e não acertou nenhuma arremesso de três, sua especialidade, o segundo atuou durante 30 minutos, mas foi tirado da equipe no momento decisivo da partida. Esta, inclusive, foi uma das grandes sacadas do treinador do Heat. Spoelstra promoveu a entrada de Andre Iguodala na equipe, que concedeu um maior equilíbrio nos dois lados da quadra. 

Se Iguodala já não possui um arremesso confiável e só saiu com três pontos no jogo, a sua inteligência posicional compensa. Tanto no momento ofensivo, com bons posicionamentos e ótimos passes, como na defesa, o ex-jogador dos Warriors foi importantíssimo e está muito perto de garantir sua sexta final de NBA consecutiva.

Pelos Celtics, destaque para a grande atuação de Jayson Tatum nos dois últimos quartos. Se no primeiro tempo ele saiu zerado, no segundo foi efetivo e foi o destaque ofensivo da equipe. Destaque para a partida ruim de Marcus Smart. O armador que vem sendo um dos destaques de Boston nos playoffs, saiu com apenas 10 pontos de quadra e um arremesso acertado em oito tentados da linha dos três pontos. 

Outro jogador que chamou atenção pelo desempenho ruim foi o alemão Daniel Theis. O pivô vem enfrentando dificuldades em parar Bam Adebayo e saiu de quadra com o menor plus-minus do jogo (-14). Com uma defesa por zona bem postada, um pivô como Theis acaba ficando inutilizado. Defensivamente, também, não é muito diferente. O alemão é mais lento que Adebayo e tem sofrido bastante para parar o jogador de Miami.

A próxima partida das equipes será nesta sexta-feira (25), às 21h30. Com a vantagem de 3x1 na série, o Heat tem mais três partidas para vencer uma e se garantir na final da NBA. Se isto acontecer, será a primeira aparição da franquia nas finais desde a temporada 2013-2014, quando LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh ainda faziam parte da equipe.

 

Veja também

Palmeiras anuncia contratação do técnico português Abel Ferreira
Futebol

Palmeiras anuncia contratação do técnico português Abel Ferreira

Sem casos no Sport, Jair se solidariza com Kleina e Martelotte, diagnosticados com Covid
Sport

Sem casos no Sport, Jair se solidariza com Kleina e Martelotte, diagnosticados com Covid