Milan é suspenso da próxima Liga Europa

O Milan que disputaria a Liga Europa na próxima temporada, está suspenso, após violar o Fair Play financeiro

Milan poderá jogar a Liga Europa Milan poderá jogar a Liga Europa  - Foto: Daniele Buffa/AC Milan

A Uefa excluiu o Milan da próxima Liga Europa, depois do time italiano ser enquadrado no fair-play financeiro, anunciou nesta quarta-feira a instância europeia.

"O clube está excluído de toda competição europeia para a qual tenha se classificado nas duas próximas temporadas", decidiu a Uefa. Desta forma, o Milan, que estava classificado para a próxima Liga Europa, não poderá participar da competição.

O time poderá participar das competições europeias durante a temporada 2019/2020, caso se classifique.

Campeão de sete Ligas dos Campeões, e propriedade do ex-primeiro ministro italiano Silvio Berlusconi por muitos anos, o Milan foi comprado por investidores chineses em abril de 2017 por 740 milhões de euros.

Desde então, a Uefa se preocupou com a estabilidade econômica do consórcio, que gastou cerca de 200 milhões de euros na temporada passada para recrutar novos jogadores e que contraiu um empréstimo colossal do fundo de investimento americano Elliott.

A câmara de julgamento da autoridade europeia de controle financeiro dos clubes (ICFC), presidida pelo jurista português José Narciso da Cunha Rodrigues, afirmou que o clube italiano violou as regras do fair- play financeiro relativas, em particular, à necessidade de equilíbrio financeiro.

O clube pode apelar ao Tribunal de Arbitragem do Esporte (TAS), órgão supremo de justiça esportiva com sede em Lausanne.

Em 22 de maio, a ICFC decidiu transmitir o dossiê do Milan à câmara de julgamento.

Após exame das peças e das explicações dadas pelo clube, a câmara de instrução da ICFC considerou que as circunstâncias não permitiam a conclusão de um acordo com o clube, como pedia a entidade italiana. Os juízes instrutores avaliaram que "não existiam certezas sobre o refinanciamento de um empréstimo que deve ser reembolsado em outubro de 2018".

Em 20 de abril, ao final de uma reunião na sede da Uefa, em Nyon, o diretor-geral do Milan, Marco Fassone, estimou que a atual gestão do clube estava pagando os erros da gestão de Silvio Berlusconi.

Com esta exclusão da Liga Europa, o AC Milan torna-se o clube de maior prestígio a sofrer uma exclusão de competições europeias ligadas ao fair-play financeiro.

O Milan terminou em 6º no último campeonato italiano, vencido pela Juventus.

Veja também

Léo Gaúcho comemora volta aos gols pelo Santa
Futebol

Léo Gaúcho comemora volta aos gols pelo Santa

Candidatos derrotados na última eleição do Sport ainda vão definir se participarão de novo pleito
Indefinição

Candidatos derrotados na última eleição do Sport ainda vão definir se participarão de novo pleito