Pandemia

Ministério da Saúde confirma 41 casos de Covid-19 na Copa América

Há jogadores, membros de delegações e prestadores de serviços infectados

Copa AméricaCopa América - Foto: Lucas Figueiredo/CBF

O Ministério da Saúde confirmou, nesta segunda-feira (14), o registro de 41 casos de infecção pelo coronavírus Sars-CoV-2, causador da Covid-19, em pessoas envolvidas com a Copa América no domingo (13), primeiro dia do torneio, que vai até julho. Os casos notificados são de 31 jogadores e membros de delegações, além de 10 prestadores de serviços contratados para o evento.

“Todos os casos de prestadores de serviços foram confirmados em Brasília (DF). A positividade de casos de Covid-19 foi de 1,40%. Os resultados do sequenciamento genético para análise de variantes serão concluídos em até 14 dias, prazo necessário para realização da análise”, disse a pasta em nota.

Brasília foi a sede da partida inaugural da Copa América, entre Brasil e Venezuela. A seleção da Venezuela, inclusive, é uma das mais afetadas pela doença, com mais de 10 infectados. 

Em entrevista na porta do Ministério da Saúde, o ministro Marcelo Queiroga disse que os 10 prestadores de serviço identificados eram trabalhadores de hotéis onde atletas e comissões técnicas que disputam o torneio estão hospedados. Os profissionais e pessoas que tiveram contato com eles foram isolados, acrescentou Queiroga.

No comunicado, o Ministério da Saúde também informou que, até o momento, foram realizados 2.927 testes de tipo RT-PCR em jogadores, membros de delegações e prestadores de serviços.

Veja também

Marcus D'Almeida, do tiro com arco, chega às oitavas das Olimpíadas
Jogos Olímpicos

Marcus D'Almeida, do tiro com arco, chega às oitavas das Olimpíadas

Keno Marley vence e avança para as quartas nas Olimpíadas
Jogos Olímpicos

Keno Marley vence e avança para as quartas nas Olimpíadas