Missão árdua para o novo comandante rubro-negro

Parece uma tarefa pouco complicada, mas torna-se um pouco mais difícil se recorrermos ao histórico do Leão nos pontos corridos da Série A.

Geraldinho LinsGeraldinho Lins - Foto: Divulgação

 

Com a decisão de efetivar o auxiliar Daniel Paulista, o Sport definiu quem será o responsável na missão de tentar livrar o time do rebaixamento. Restando oito rodadas para o fim da competição, o Leão precisa vencer quatro partidas para conquistar 12 pontos e assim somar um total de 46, o que seria suficiente, segundo os matemáticos, para livrar qualquer clube da queda. O detalhe é que restam justamente mais quatro duelos na Ilha do Retiro. Ou seja, se fizerem o dever de casa com perfeição os rubro-negros se livram da tão temida degola. Ontem, no Centro de Treinamento José Médicis, o vice-presidente Arnaldo Barros foi enfático ao comentar uma possível queda. “Todas as lideranças estão unidas para superarmos esse momento ruim e eu garanto a vocês que o Sport não cai”, garantiu.
Parece uma tarefa pouco complicada, mas torna-se um pouco mais difícil se recorrermos ao histórico do Leão nos pontos corridos da Série A. O Rubro-negro precisa de 50% de aproveitamento para se livrar da degola, necessitando de 12 dos 24 pontos em disputa.

Em todas as sete edições que disputou na elite nacional desde o começo dos pontos corridos, apenas Paulo Roberto Falcão, no ano passado, conseguiu um aproveitamento igual ou superior a isso, com 66%, pegando o time na 28ª rodada do Brasileirão do ano passado. Os que chegaram mais perto disso foram Geninho, em 2007, com 47%, e Nelsinho Baptista, em 2008, com 45% de aproveitamento dos pontos disputados.

 

Veja também

São Paulo goleia o Taboão por 29x0 pelo Paulista feminino
Futebol feminino

São Paulo goleia o Taboão por 29x0 pelo Paulista feminino

Na Ressacada, Sport empata com Avaí no primeiro jogo das oitavas
Copa do Brasil sub-20

Na Ressacada, Sport empata com Avaí no primeiro jogo das oitavas