Missão do Sport é conter euforia para a decisão

Com a vantagem de jogar por um empate e em uma Ilha do Retiro cheia, Sport precisa ter os pés no chão para decisão contra o Náutico

Volante Charles diz que Sport tem que entrar como se placar estivesse 0x0Volante Charles diz que Sport tem que entrar como se placar estivesse 0x0 - Foto: Anderson Stevens/Sport Clube do Recife

O Sport ganhou um inesperado desafio para o próximo domingo (21), quando receberá o Náutico pela final do Campeonato Pernambucano. Depois de vencer o jogo de ida por 1x0, nos Aflitos, o Leão viu a massa rubro-negra comparecer em peso à Ilha do Retiro nos últimos dias e comprar todos os ingressos disponíveis para os mandantes (aproximadamente 27 mil). Portanto, a tarefa do técnico Guto Ferreira e de seu elenco é evitar o clima de "já ganhou", que vem tomando conta da torcida, confiante de que o clube será campeão estadual.

Segundo o treinador, mais do que nunca é momento de conter a euforia na equipe. Ainda que, sob o seu comando, o time ainda não saiba o que é ser derrotado. "Não temos o que festejar ainda. Faremos isso apenas se tivermos outro grande jogo, saindo com o título. Foi bom, mas não tem nada definido. Temos uma semana para corrigir falhas, ter os pés fincados no chão", afirmou. O Sport joga pelo empate na volta para faturar o título. Em caso de vitória por um gol de diferença do Náutico, a decisão vai para as penalidades.

Leia também:
Sport é testado com novidades no setor ofensivo
Sport bem preparado caso título seja decidido nos pênaltis
Sport adota tática do 'não se mexe em time que ganha'

O volante Charles também segue o mesmo discurso do comandante rubro-negro. Segundo o atleta, todo cuidado é pouco em um jogo dessa magnitude. "Temos uma vantagem, mas é mínima. Sabemos que temos que entrar no jogo pensando que está 0x0 e conquistar mais uma vitória. O Náutico vai ter que sair um pouco mais por estar atrás do placar e a gente tem que fazer o que estamos fazendo em todos os jogos. De ter essa pressão na marcação e a saída para o ataque em velocidade", destacou.

"A gente não vai mudar muito as características. Vai depender de como o Náutico deve vir, mas a gente vai se preparar para qualquer forma que o Náutico vier contra a gente”, acrescentou o jogador, ciente de que jogará em uma Ilha do Retiro lotada. “Contra o Salgueiro já foi lindo de ver e eles são muito importantes. Eu já joguei contra o Sport aqui e sei da força que a torcida tem. Eles são fundamentais para a gente no jogo e peço que eles compareçam ao estádio que nós vamos lutar por eles por cada bola, cada jogada”, concluiu.

Veja também

Seleção brasileira de rugby lança websérie com equipe feminina
Rugby

Seleção brasileira de rugby lança websérie com equipe feminina

Palmeiras goleia Corinthians e acaba com série invicta do rival
Campeonato Brasileiro

Palmeiras goleia Corinthians e acaba com série invicta do rival