Morre Valdir Espinosa, ex-técnico do Santa Cruz e campeão mundial pelo Grêmio

Em 2006, o técnico teve uma curta passagem pelo Santa Cruz, onde treinou o tricolor do Arruda por seis jogos

Espinosa ocupava cargo no Botafogo (RJ)Espinosa ocupava cargo no Botafogo (RJ) - Foto: Vitor Silva/Botafogo

O ex-treinador Valdir Espinosa morreu na manhã desta quinta-feira (27), no Rio de Janeiro, em decorrência de complicações pós-operatórias no abdômen. Nascido em Porto Alegre, Espinosa tinha 72 anos e havia passado por um procedimento cirúrgico no intestino no último dia 17. Espinosa chegou a sair do hospital, mas no dia 20 precisou ser internado novamente, passou por nova operação e não resistiu.

Leia também:
Morre Mário Juliatto, ex-técnico de Sport, Náutico e Santa
Venda de ingressos é iniciada para Santa x Náutico
Diego Souza é anunciado como novo reforço do Grêmio


O ex-jogador e treinador acumulou passagens por clubes nacionais e internacionais. Em 2006, teve uma curta passagem pelo Santa Cruz, onde treinou o tricolor do Arruda por seis jogos. Espinosa viveu seu melhor momento como treinador em 1983, quando se sagrou campeão da Libertadores e da Copa Intercontinental, o mundial interclubes da época. Atualmente, Espinosa ocupava o cargo de gerente de futebol do Botafogo, clube onde foi campeão carioca como técnico, em 1989, de forma invicta. 

Veja também

Kevyn testa positivo para Covid-19 e desfalca Náutico
Futebol

Kevyn testa positivo para Covid-19 e desfalca Náutico

Casagrande critica omissão da CBF e Bolsonaro: 'Governo da morte, não da vida'
Opinião

Casagrande critica omissão da CBF e Bolsonaro: 'Governo da morte, não da vida'