A-A+

Morte de Nereu deixa futebol de luto

Referência, técnico marcou campanha histórica do Santa Cruz e se tornou especialista em descobrir talentos

Nereu passou por Santa, Sport e América-PENereu passou por Santa, Sport e América-PE - Foto: Reprodução/Twitter

Ex-treinador de Sport, Santa Cruz e América, Nelivaldo Marques Pinheiro, mais conhecido como Nereu Pinheiro, morreu nesta quinta-feira aos 71 anos, em decorrência de um tumor na cabeça. O ex-técnico, que também era diabético, estava hospitalizado há cerca de quatro meses. Nascido em Olinda, o profissional deixou um legado vitorioso e de grande exemplo para o futebol de Pernambuco.

Nereu foi uma das figuras centrais da campanha do acesso do Santa Cruz à Série A do Campeonato Brasileiro de 1999, que completou 20 anos justamente nesta quinta-feira. Com nomes como Nilson, Tinho, Marquinhos, Wellington e Valdomiro, a Cobra Coral inicou uma virada história que culminaria no vice-campeonato e na voltou à elite, após empate em 0x0 contra o Goiás, em Goiânia. "Ele era um paizão. Uma pessoa ótima e abraçou mesmo a gente. Uma pessoa séria, com seus objetivos”, ressaltou o ex-volante Batata, peça-chave daquela equipe. Nereu passou pelo Tricolor novamente em 2000.

Leia também:
Morre Luiz Lacerda, ex-presidente do Central

Com vasto currículo pela Capital pernambucana, ele também deixou sua marca à frente do comando do Sport. Nereu liderou o Rubro-negro em 1987, 1989, 1994 e 2004. O ano de 1989, inclusive, foi um dos mais simbólicos da carreira do então treinador. Na ocisão, ele levou o Leão à final da primeira edição da Copa do Brasil, que terminou com o Grêmio campeão. Nereu também é lembrado por ter revelado jogadores como Neco, Juninho Pernambucano, Chiquinho, Russo e Sandro Barbosa.

“Fui um dos revelados por ele. Vim do Interior e fui aprovado, cheguei a trabalhar com ele como jogador nas categorias de base. Depois ele foi meu treinador no profissional, no Sport, e em seguida trabalhamos juntos nas categorias de base, como treinador do sub-20 e coordenador", ressaltou Neco. "Ele que me abriu as portas, me deu a grande oportunidade. Agradeço a deus por ter colocado ele na minha vida", declarou Chiquinho, descoberto por Nereu quando ainda batia peladas em Olinda. Anos depois, o jogador se tornaria em um dos grandes nomes da história do Rubro-negro.

Além de Sport e Santa Cruz, Nereu teve passagens por Central, Ferroviário do Cabo, Olinda, Sergipe, Treze/PB e Confiança/SE. Atualmente, era um dos nomes ligados à Secretaria Executiva de Esportes de Olinda. Através das redes sociais, Leão, Tricolor e ex-jogadores, como Juninho e Ricardo Rocha, prestaram homenagens ao profissional. O enterro do treinador ocorrerá nesta sexta-feira, às 10h, no Cemitério Morada da Paz, em Paulista.

Veja também

Florentin diz que precisa se adaptar às características do elenco do Sport
Futebol

Florentin diz que precisa se adaptar às características do elenco do Sport

Jon Jones é detido acusado de violência doméstica, diz site
EUA

Jon Jones é detido acusado de violência doméstica, diz site