A-A+

Mourinho pagará R$ 3,2 mi para evitar prisão por fraude fiscal

O técnico José Mourinho entrou em acordo com a Fazenda espanhola e admitiu a sonegação

José Mourinho não é mais o técnico do UnitedJosé Mourinho não é mais o técnico do United - Foto: Lindsey Parnaby/AFP

José Mourinho entrou em acordo com a Fazenda espanhola para encerrar um processo por fraude fiscal, de acordo com o jornal El Mundo. O treinador português admitiu a sonegação de 3,3 milhões de euros (R$ 15,8 milhões) e uma pena de um ano de prisão. O tempo no cárcere, contudo, será substituído pelo pagamento de multa de 669,3 mil euros (3,21 milhões de reais).

A decisão da Justiça foi por seis meses de prisão por cada uma das duas fraudes fiscais, além de um pagamento de 60% de cada valor fraudado. Por 2011, teria que pagar 966 mil euros (R$ 4,6 milhões) e 1 milhão de euros (R$ 4,8 milhões) por 2012. O técnico português ainda teria que pagar 250 euros (R$ 1,2 mil) por cada dia de prisão.

Leia também:
Rodada do Inglês com holofotes voltados para Mourinho
Vinicius Júnior tem estreia tímida no time B do Real Madrid
 

O valor chega em 669,3 mil euros por causa de uma quantia antiga já paga por Mourinho. Em 2014, o técnico português desembolsou 4,4 milhões de euros (R$ 21,1 milhões) para encerrar o processo. Com ele sendo reaberto anos depois, a Fazenda aceitou que o valor pago seja descontado da quantia total. Mourinho trabalhou na Espanha entre 2010 e 2013, quando treinou o Real Madrid. O português foi dispensado e, na sequência, assumiu o Chelsea.

Veja também

Conselheiros do Santa pedem assembleia para solicitar impeachment de Joaquim Bezerra
Futebol

Conselheiros do Santa pedem assembleia para solicitar impeachment de Joaquim Bezerra

Sport anuncia rescisão contratual de Thiago Neves
Futebol

Sport anuncia rescisão contratual de Thiago Neves