Mundial de Vôlei: em risco, seleção enfrenta a Holanda

Seleção brasileira joga contra as holandesas, à 1h25 desta quarta (10), precisando da vitória no Mundial de Vôlei

Seleção feminina de vôlei no Campeonato Mundial Seleção feminina de vôlei no Campeonato Mundial  - Foto: Divulgação/FIVB

A seleção brasileira feminina de vôlei volta à quadra pelo Campeonato Mundial, em Nagoya, no Japão, à 1h25 desta quarta-feira (10) - horário de Brasília -, para enfrentar a seleção da Holanda. Será o terceiro jogo da equipe nacional na segunda fase do Mundial, na qual soma uma vitória (3x1 contra o México) e uma derrota (2x3 de virada contra a Alemanha).

A partida promete ser um teste de fogo para a seleção de José Roberto Guimarães, uma vez que as holandesas estão invictas e vêm apresentando um dos melhores volumes em quadra do campeonato. Fora isso, há uma enorme responsabilidade por vitória, pois há somente três vagas disponíveis para a terceira fase do Mundial e, no momento, as brasileiras estão na quarta posição do Grupo E, com 16 pontos. As primeiras colocações são de Sérvia, com 21 pontos, Holanda, com 20, e Japão, com 18.

Leia também:

Mundial de Vôlei: Brasil perde set, mas vence o México
Mundial de Vôlei: seleção estreia visando título inédito

O ideal para o Brasil é vencer a Holanda por 3x0 ou 3x1 e garantir os três pontos. Dessa forma, se manterá com chances matemáticas de classificação, até porque o último compromisso da seleção será contra as japonesas, com quem disputam diretamente a terceira vaga do grupo. Se o Brasil vencer a Holanda e o Japão for derrotado pela Sérvia no último jogo desta rodada, às 7h20 desta quarta, ultrapassa as asiáticas, levando vantagem para o confronto direto da quinta-feira, quando será encerrada a segunda fase. Uma derrota diante da Holanda, contudo, a depender do resultado de Japão x Sérvia, pode até eliminar o Brasil precocemente do Mundial.

A seleção tem cinco vitórias e duas derrotas no Mundial até aqui. A derrota contra a Sérvia, ainda na primeira fase, espantou pela forma como a equipe jogou, apática, sem reação, fraca técnica e taticamente, mas não surpreendeu como resultado em si. Afinal, as sérvias eram realmente as adversárias mais difíceis da primeira fase e, embora o objetivo fosse vencer, uma derrota não era descartada. O prejuízo maior ficou por conta da derrota para as alemãs, em um jogo no qual o Brasil vinha apresentando um bom voleibol, parecia ter uma vitória tranquila encaminhada, e levou a virada. Agora, mais do que nunca, a seleção precisará mostrar força e equilíbrio emocional para sair da situação adversa e seguir lutando pelo inédito título no Campeonato Mundial.

   Mundial de Vôlei Feminino

Tabela – Primeira fase – Hamamatsu (Japão)

29.09 (sábado) – Brasil 3 x 0 Porto Rico (27/25, 25/12 e 25/7)
30.09 (domingo) – Brasil 3 x 0 República Dominicana (25/15, 25/20 e 25/22)
01.10 (segunda-feira) – Brasil 0 x 3 Sérvia (21/25, 18/25 e 19/25)
03.10 (quarta-feira) – Brasil 3 x 0 Quênia (25/13, 25/10 e 25/16)
04.10 (quinta-feira) – Brasil 3 x 0 Cazaquistão (25/11, 25/20 e 25/13)

Segunda fase – Nagoya (Japão)

07.10 (domingo) – Brasil 2 x 3 Alemanha (25/14, 25/19, 30/32, 19/25 e 15/17)
08.10 (segunda) – Brasil 3 x 1 México (23/25, 25/23, 25/13 e 25/19)
10.10 (quarta-feira) – Brasil x Holanda, à 1h25 (horário de Brasília), no SporTV 2
11.10 (quinta-feira) – Brasil x Japão, às 7h20 (horário de Brasília), no SporTV 2

Veja também

Saiba onde e como assistir Santa Cruz x Brusque/SC
Santa Cruz

Saiba onde e como assistir Santa Cruz x Brusque/SC

Náutico encara a Ponte Preta pela Série B; acompanhe o lance a lance
Série B

Náutico encara a Ponte Preta pela Série B; acompanhe o lance a lance