Mundial: em jogo com reservas, Brasil bate os EUA

Seleção derrotou os EUA por 3x0, nesta sexta (28), e vai às semifinais do Mundial de Vôlei como líder do Grupo I

Jogadores comemoram ponto no Campeonato Mundial de VôleiJogadores comemoram ponto no Campeonato Mundial de Vôlei - Foto: Divulgação/FIVB

Já classificados para as semifinais do Campeonato Mundial de Vôlei masculino, que está tendo a fase final realizada em Turim, na Itália, Brasil e Estados Unidos optaram por poupar seus titulares na última rodada da terceira fase. Nesta sexta-feira (28), entraram em quadra sem a maioria dos seus titulares em uma partida que serviu apenas para definir a classificação final no Grupo I.

Com Willian, Evandro, Éder, Maurício Souza, Kadu, Douglas Souza e os líberos Thales e Maique fazendo revezamento entre recepção e defesa, a seleção brasileira derrotou os adversários por 3x0, com parciais de 25/20, 25/28 e 25/19. Entraram ainda Bruno e Wallace, na inversão de 5-1, além do ponteiro Lucas Lóh e do central Isac. O maior pontuador do confronto foi o oposto Evandro, com 19 acertos, seguido por Kadu, com 11.

Com o resultado, o Brasil foi a cinco pontos e assumiu a liderança do Grupo I, tendo como campanha na terceira fase duas vitórias – venceu a Rússia por 3x2 anteriormente. Já os norte-americanos, que eram os últimos invictos no Mundial de Vôlei, ficaram com os três pontos da vitória por 3x0, também contra os russos. As semifinais deste sábado (29) serão Brasil x Sérvia e Estados Unidos x Polônia, com horários a serem confirmados. 

Leia também:
Renan Dal Zotto recebe suspensão no Mundial de Vôlei
Rússia perde de novo, e Brasil vai às sêmis do Mundial
Mundial de Vôlei: Brasil abre 3ª fase contra a Rússia
Jogador de vôlei brasileiro é encontrado morto na Espanha

O jogo desta sexta foi praticamente um encontro de compadres. Brasil e Estados Unidos pouparam seus principais jogadores para encarar as semifinais do Mundial de Vôlei, neste sábado (29). Liderada por Marcelo Fronckowiak, que substituiu o técnico Renan Dal Zotto, suspenso, a seleção brasileira não deu bola à pouca importância do confronto e fez uma partida sólida, com destaque para a eficiência ofensiva - o Brasil marcou 45 pontos de ataque, contra 24 dos adversários. A equipe também esteve bem no saque, com nove pontos no fundamento, e apresentou bom volume no fundo de quadra, dando oportunidade para os contra-ataques, que foram muito bem aproveitados.  

Melhor em quadra, a seleção brasileira comandou o placar na maior parte do tempo. Foram poucas as vezes que os norte-americanos estiveram à frente no marcador. E quando isso aconteceu, durou pouco tempo. No terceiro set, por exemplo, o Brasil abriu 4/0, depois ampliou para 9/3 e 12/4. Na metade da parcial, contudo, cometeu erros que fizeram essa vantagem diminuir e recolocaram os adversários no jogo. Mas Fronckowiak chamou a atenção do elenco, que organizou a casa para fechar a partida.  

Leia também:
De virada, Brasil perde para Holanda no Mundial de Vôlei
Brasil reage, bate França e conquista 2ª vitória no Mundial
Brasil começa Mundial de Vôlei com 3x0 contra o Egito
Em jogo pegado, Brasil vence o Canadá no Mundial
Mundial: Brasil vence a China e avança em primeiro 
Brasil vence Eslovênia e garante classificação antecipada 
Brasil vence Bélgica por 3 sets a 2 no Mundial de Vôlei
Mundial: Brasil abre campanha na 2ª fase com vitória

Veja também

Eslovênia acusa comitê organizador do Mundial de Handebol de servir comida estragada
Handebol

Eslovênia acusa comitê organizador do Mundial de Handebol de servir comida estragada

Com 21% de chance de queda, Sport encara sequência que lhe deu apenas quatro pontos no 1º turno
Sport

Com 21% de chance de queda, Sport encara sequência que lhe deu apenas quatro pontos no 1º turno