SANTA CRUZ

Na busca por espaço, João Cardoso expira confiança: ‘vou poder mostrar meu verdadeiro futebol’

Meio-campista também afirmou que o Tricolor sai em vantagem na largada dos treinos em comparação aos clubes que vão disputar a Série C

O meia João Cardoso ao lado dos companheiros de equipeO meia João Cardoso ao lado dos companheiros de equipe - Foto: Rafael Melo/SCFC

Após longos três meses sem treinos presenciais, o meia João Cardoso sinalizou que o período de “quarentena” serviu para resgatar o espírito de confiança. Dito isso, o atleta de 19 anos, que vinha bem, mas apresentou queda no rendimento antes da paralisação, busca se firmar entre os titulares do Santa Cruz. A volta aos campeonatos será uma ótima oportunidade para demonstrar na prática o desejo e, se depender dele, a massa coral terá grandes alegrias vendo-o jogar. 

“Eu vou poder mostrar meu verdadeiro futebol, que a torcida do Santa quer ver. Estou bastante confiante com isso. Essa pausa foi ruim, mas de certa forma foi um pouco bom para a gente retomar a confiança. Eu voltei muito contente, e tenho certeza que vou voltar bem melhor, mais confiante”, enfatizou.
 

O prata da casa, integrado ao elenco profissional no início do ano, também comentou sobre a disputa da Série C, ainda sem data para ser iniciada. Segundo o meia, a Cobra Coral largou na frente dos adversários que vão disputar a competição e ainda não começaram os treinos presenciais. 

“Eu acho que larga, porque o mínimo de dias que se treina a mais faz diferença. Um dia, dois dias fazem diferença, quanto mais quinze dias que estamos treinando na frente dos caras. Faz bastante diferença e acho que vamos sair na frente”, completou. Antes das competições serem paralisadas por conta da Covid-19, o meia atuou em quatro jogos e não marcou. 

Veja também

Parentes de Schulle contraem Covid-19 e técnico pode se ausentar no Santa
Santa Cruz

Parentes de Schulle contraem Covid-19 e técnico pode se ausentar no Santa

Testes para Covid-19 no Central apresentam 11 casos positivos
Futebol

Testes para Covid-19 no Central apresentam 11 casos positivos