Renovação

Na busca por ‘final feliz’, Santa formaliza proposta para renovação de contrato com Pipico

Uma das principais referências do time de Martelotte, as partes interessadas conversam com possibilidade de permanência do artilheiro por mais duas temporadas no clube

Pipico, atacante do Santa CruzPipico, atacante do Santa Cruz - Foto: Rafael Melo/SCFC

A busca incessante do Santa Cruz por um “final feliz” ganha novos contornos. Desta vez, para um assunto que envolve identificação. Dando andamento às conversas para poder continuar contando com Pipico também nas próximas temporadas, a diretoria tricolor lançou uma proposta formal para a renovação do contrato do atleta até o final de 2021, com possibilidade de extensão automática até 2022. 

Ídolo da torcida coral, o centroavante de 35 anos defende as cores do clube desde o segundo semestre de 2018, ano em que disputou nove jogos e anotou seis gols. A marca foi estendida no ano seguinte. Em 30 jogos, marcou 16 vezes, sendo o artilheiro do time em quase todas as competições disputadas. Na Copa do Nordeste, balançou as redes quatro vezes, enquanto na Copa do Brasil anotou cinco, terminando a competição como principal goleador ao lado dos atacantes Paolo Guerrero e Luciano, que hoje defendem Internacional e São Paulo, respectivamente. 

Na Série C do ano passado, o camisa nove marcou território na vice-artilharia, com sete gols marcados. Em 2020, mesmo após quase dois meses se recuperando de lesão, continua a ser o jogador que mais balançou as redes pelo time, com 10 tentos na temporada. Desses, três foram marcados pela Terceirona, em cinco jogos disputados. 

Em contato com a reportagem, o empresário do atleta, Ytalo Pontes, confirmou que uma contraproposta foi lançada ao clube, visando alcançar um consenso sobre valores. A ideia primária é que o vínculo do atacante - que chega ao fim no início de novembro deste ano - seja renovado até o final de 2021, com um adicional de metas a serem cumpridas pelo atleta, o que pode levar a uma renovação automática até 2022. A espera para que o acerto seja decretado, agora, depende dos ajustes no quesito financeiro. 

Os números, por si só, revelam o interesse da cúpula coral em contar com o trabalho do atacante nas próximas temporadas. Mas, segundo o presidente do executivo do Santa, Constantino Júnior, a tratativa não se resume a isso.  “É uma questão de identidade de uma parte para a outra. Tanto o Santa faz bem para ele, como ele faz bem para o Santa. É interessante do ponto de vista da continuidade do trabalho. Vamos aguardar o restante da negociação e a gente espera que acabe com um final feliz. Contamos com o bom senso do atleta e do seu procurador, ter o entendimento de cada parte para que a gente possa evoluir e bater o martelo”.

Prorrogações

Na última semana, o Tricolor deu seguimento à prorrogação de contrato com Augusto Potiguar e Bileu. Além deles, na segunda, foi a vez de Jeremias, e os zagueiros Denílson e William Alves terem seus vínculos prorrogados com o clube coral. Com exceção de William Alves, que deve retornar ao time no domingo (25), contra o Botafogo/PB, no Arruda, todos estão vinculados ao Santa até o final da Série C. O contrato do defensor de 33 anos, por sua vez, foi estendido até o final de 2021. Outras peças, como Dididira, Toty e Chiquinho também terão seus contratos prorrogados com a Cobra Coral. 

Veja também

Após atuar 90 minutos, William Alves explica readaptação pós Covid-19
Santa Cruz

Após atuar 90 minutos, William Alves explica readaptação pós Covid-19

Brasileiros brigam até o fim, mas são derrotados na China
Tênis de mesa

Brasileiros brigam até o fim, mas são derrotados na China