Nadal na cola de Federer por recorde de Grand Slams

Espanhol tem 19 títulos em torneios desse nível, enquanto Federer soma 20

Rafael Nadal venceu o US OpenRafael Nadal venceu o US Open - Foto: JOHANNES EISELE / AFP

Rafael Nadal e Roger Federer reescrevem, a cada torneio, os limites do tênis. No último Grand Slam do ano, o Aberto dos Estados Unidos, foi a vez de o espanhol protagonizar um novo capítulo desta história ao levantar o troféu pela quarta vez na carreira após bater o russo Daniil Medvedev na final por 7/5, 6/3, 5/7, 4/6 e 6/4 em uma batalha de quase cinco horas.

Aos 33 anos, Nadal conquistou o seu 19º título de Grand Slam, o que o deixa a apenas um troféu do recorde entre os homens, que é de 20, estabelecido por Federer - Margaret Court é a maior vencedora de Grand Slams da história, com 24 conquistas.

Apelidado de "Rei do Saibro", o espanhol mostra sua capacidade de adaptar-se às diferentes superfícies. Com 12 títulos na terra batida de Roland Garros, esta é sua quinta vitória em quadras duras - são quatro Abertos dos EUA (2010, 2013, 2017 e 2019) e um Australian Open (2009). Ele ainda tem dois troféus na grama de Wimbledon.

Agora com 19 títulos de Grand Slams, Nadal persegue a marca de Federer. Aos 38 anos, o suíço venceu seu último Grand Slam em 2018, na Austrália. Neste ano, teve dois match points na final de Wimbledon para chegar ao 21º título, mas acabou derrotado por Novak Djokovic na decisão mais longa da história do torneio - o sérvio está logo atrás dos dois na lista de maiores vencedores de Slams, com 16 troféus.

Em um cenário no qual cresce cada vez mais a expectativa para que um jovem tenista vença um dos quatro maiores torneios do circuito, o trio segue inabalável na manutenção da atual hegemonia. Os últimos 12 Grand Slams disputados foram vencidos por um dos três. Desde 2004, foram disputados 64 torneios deste tipo. Apenas 10 não foram conquistados pelo trio.

O último tenista a vencer um dos três maiores tenistas da atualidade foi o suíço Stan Wawrinka, de 34 anos, no US Open de 2016. O sul-africano Kevin Anderson, de 33, o argentino Juan Martín Del Potro, 30, o croata Marin Cilic, 30, e o austríaco Dominic Thiem, 26, conseguiram chegar a finais nesse período, mas não foram páreo para o trio que domina o circuito nas últimas décadas.

Leia também:
Dal Pozzo critica declarações de Hélio dos Anjos sobre comissão técnica do Náutico
US Open homenageia primeira tenista negra a ganhar Grand Slam

Veja também

No Santa Cruz, lesões viram obstáculo para definir titulares
Santa Cruz

No Santa Cruz, lesões viram obstáculo para definir titulares

Vacilos do Timbu têm custado caro na Série B
Náutico

Vacilos do Timbu têm custado caro na Série B