"Não estou satisfeito", diz Roberto após empate

Treinador voltou a criticar dificuldade do Náutico em propor jogo contra equipes menores

"Se a gente perdesse a classificação, daria uma merda", desabafou Roberto"Se a gente perdesse a classificação, daria uma merda", desabafou Roberto - Foto: Léo Lemos/Divulgação/Náutico

O empate do Náutico em 1x1 com o Cordino/MA, no Castelão, teve um gosto de vitória para os pernambucanos. Afinal, era o resultado mínimo que o time precisava para avançar na Copa do Brasil. Mas o desempenho dos jogadores passou longe de agradar o técnico Roberto Fernandes. O treinador comparou o jogo diante dos maranhenses com o disputado na semana passada, perante o Vitória/PE, pelo Campeonato Pernambucano. Em ambos os casos, o comandante lamentou os erros defensivos e alertou para a dificuldade da equipe em propor o jogo ao enfrentar adversários de menor tradição.

"Estamos com muita dificuldade nesse ponto. Pela segunda vez, cometemos um erro e deixamos o adversário sair na frente, criando um panorama diferente do que havia sido planejado.Se o Cordino tivesse segurado o placar, não seria obra do acaso. Não estou satisfeito com o desempenho da equipe", afirmou."Na primeira reunião que tivemos, mostramos o calendário e dissemos que eles (atletas) não têm nada a ver com o passado, mas tudo com o presente. E que ele seria de muita cobrança. Náutico está há 14 anos sem ganhar título estadual e não temos nem de perto um elenco recheado de craques. É um grupo de operários. Falamos que precisávamos ter responsabilidade na temporada. Fazer de cada jogo uma decisão. Depois do clássico, da melhor partida do ano, fizemos dois jogos abaixo do ideal", completou.

Sempre usando como base a goleada por 3x0 diante do Sport, no Estadual, como exemplo de atuação almejada para o futuro, Roberto acredita que os jogadores estão entrando com menos vigor diante de times de menor força.

"Quando o Náutico entra como favorito, fica desinteressado. Está na hora de ter uma postura mais madura dentro de campo. Pela segunda vez, erramos num lance capital e bobo da defesa. Aconteceu contra o Vitória. Um lançamento claro e um erro de posicionamento, após falha na tomada de decisão. Precisamos ter mais responsabilidade. Quase perdemos para o Vitória e estávamos perdendo para o Cordino uma classificação que, se não conseguíssemos, daria uma m....", desabafou. 

Veja também

Jorge Henrique se responsabiliza por lesão de lateral do Cruzeiro e posta pedido de desculpas
Náutico

Jorge Henrique se responsabiliza por lesão de lateral do Cruzeiro e posta pedido de desculpas

Gianni Infantino, presidente da Fifa, é diagnosticado com Covid-19
Futebol

Gianni Infantino, presidente da Fifa, é diagnosticado com Covid-19