“Não existe clima para jogar mais uma partida em 2016", diz Grafite

Tricolor entrará em campo no dia 11, contra o São Paulo, no Pacaembu

USF Petrônio Portela I & II, inaugurada na manhã desta quarta-feira (21), é uma das unidades que recebem profissionais da Seleção SimplificadaUSF Petrônio Portela I & II, inaugurada na manhã desta quarta-feira (21), é uma das unidades que recebem profissionais da Seleção Simplificada - Foto: Chico Bezerra / PJG

O desastre aéreo que levou a morte boa parte dos jogadores da Chapecoense, além de dirigentes e jornalistas, adiou a última rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Assim, as partidas que seriam realizadas neste final de semana ficaram para o dia 11 de dezembro. Segundo o atacante Grafite, bem que esta última rodada poderia não acontecer. O fato é que a tragédia mexeu com os atletas, que perderam companheiros de trabalho. Apesar do pensamento, o centroavante afirmou que o elenco tricolor será o mais profissional possível, mesmo que este sentimento seja compartilhado.

“Não existe clima para jogar mais uma partida em 2016. Sabemos que alguns jogos serão importantes nesta rodada, com a definição de rebaixamento, mas acredito que ninguém desejaria mais jogar diante do ocorrido. Mesmo assim, seremos profissionais e vamos entrar em campo para buscar a vitória”, disse o centroavante tricolor, que nutre certa expectativa de tudo mudar até o fim de semana do dia 11. "Vamos fazer nosso trabalho essa semana e ver se até lá não muda nada. Talvez até lá a motivação esteja melhor. Hoje é difícil", completou o atleta.

A semana tricolor também foi recheada de muitos desligamentos. Já acertado com a Linense/SP, o goleiro Edson Kolln não treinou na tarde desta quinta (1º) no Arruda. O meia Mazinho é mais um que está fora dos planos do Santa Cruz. O jogador procurou a diretoria e pediu para se desligar do clube coral. "Desde segunda-feira estamos pensando no que será feito. Houve jogadores que se desligaram. Sou profissional e vou continuar treinando. Tive um encontro com (o presidente)

Alírio Moraes essa semana. Ele não tem ainda a definição para o ano que vem, mas há um interesse para que eu fique”, afirmou Grafite. “Desde minha chegada, em 2015, não tenho apenas um papel dentro de campo. Tenho trabalhado também no dia a dia do clube”, confessou.

Veja também

Marcos Vinícius é regularizado e pode estrear diante do Cruzeiro
Futebol

Marcos Vinícius é regularizado e pode estrear diante do Cruzeiro

Pela Série D, Central vence mais uma, e Salgueiro leva empate no fim
Série D

Pela Série D, Central vence mais uma, e Salgueiro leva empate no fim