Esportes

'Não houve excesso', diz PM sobre ação policial na Ilha

Tumulto teria começado por causa de um sinalizador usado por um torcedor, que foi detido e liberado

Torcedores ficam feridos em confusão no jogo Sport x Santa CruzTorcedores ficam feridos em confusão no jogo Sport x Santa Cruz - Foto: Anderson Stevens / Folha de Pernambuco

A Polícia Militar declarou, na manhã desta quinta-feira (8), que não houve excessos na contenção da confusão na Ilha do Retiro, durante o jogo Sport x Santa Cruz, na noite da última quarta (8). Para o tenente coronel Cézar Moraes, comandante do Batalhão de Choque, foram usadas todas as técnicas e ações necessárias para conter a multidão.

O torcedor que acendeu o sinalizador no meio da torcida do Santa Cruz - o que teria sido o estopim da confusão - foi detido pela polícia, nesta quinta-feira (8), e liberado após prestar esclarecimentos. O sinalizador utilizado não foi encontrado, mas a Polícia apresentou um tipo de sinalizador utilizado para entrar em estádios sem ser detectado na revista.

Dez ambulâncias foram chamadas ao estádio. Pelo menos sessenta torcedores ficaram feridos e cinco foram encaminhados para a UPA Torrões - Dulce Sampaio, na avenida Abdias de Carvalho, Zona Oeste do Recife. Cerca de uma hora depois, a grande maioria já havia sido liberada.

Artefato semelhante ao que causou confusão na Ilha do Retiro é pouco maior que uma caneta

Artefato semelhante ao que causou confusão na Ilha do Retiro é pouco maior que uma caneta - Foto: Geraldo Moreira/da Rádio Folha

O tenente coronel Cézar Moraes considerou que o torcedor que portava o sinalizador pretendia ludibriar a revista da PM. "O sinalizador é um instrumento do tamanho de uma caneta que uma pessoa pode esconder em qualquer parte do corpo. A Polícia Militar no momento em que ela faz a revista, ela não consegue identificar tudo que a pessoa tem, tentando ludibriar a ação da polícia". O Tenente garantiu ainda que todas as entradas da Ilha do Retiro foram revistadas. 

"Quatro pessoas foram identificadas por arremessar pedras e barrotes de madeiras na Polícia Militar. Duas foram levadas para a Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA) por serem adolescentes. O restante foi para a delegacia. Eles assinaram um TCO e fora liberados. Ao todo, 170 homens do BPChoque agiram", disse.  

Confira algumas cenas registradas durante o tumulto no vídeo abaixo:



Leia também:
Torcedores ficam feridos no jogo Sport x Santa Cruz
Sport e Santa Cruz empatam e se enfrentarão nas quartas
Tininho: "Toda vez passamos por esse constrangimento"
Súmula do clássico faz registro quase nulo de confusão na Ilha

O tumulto começou ainda no primeiro tempo do clássico das multidões. Pessoas invadiram o gramado, tentando fugir do gás de pimenta, golpes de cassetete e tiros de balas de borracha utilizados pela Polícia Militar de Pernambuco. Nas redes sociais, internautas criticaram a ação da PM. Constantino Júnior, presidente do Santa Cruz, não escondeu sua revolta pela grande confusão. "Não estou apontando dedo para a Polícia Militar, porque sei que é um trabalho em conjunto, Mas ninguém sai de casa para apanhar", disse. Confira aqui a entrevista com Constantino.

Veja também

Uso de vale-cultura para atividades esportivas vai à sanção presidencial
Esportes

Uso de vale-cultura para atividades esportivas vai à sanção presidencial

Exército vai garantir segurança da cerimônia de abertura dos Jogos de Paris no Sena
OLIMPÍADAS 2024

Exército vai garantir segurança da cerimônia de abertura dos Jogos de Paris no Sena

Newsletter