'Não houve excesso', diz PM sobre ação policial na Ilha

Tumulto teria começado por causa de um sinalizador usado por um torcedor, que foi detido e liberado

Torcedores ficam feridos em confusão no jogo Sport x Santa CruzTorcedores ficam feridos em confusão no jogo Sport x Santa Cruz - Foto: Anderson Stevens / Folha de Pernambuco

A Polícia Militar declarou, na manhã desta quinta-feira (8), que não houve excessos na contenção da confusão na Ilha do Retiro, durante o jogo Sport x Santa Cruz, na noite da última quarta (8). Para o tenente coronel Cézar Moraes, comandante do Batalhão de Choque, foram usadas todas as técnicas e ações necessárias para conter a multidão.

O torcedor que acendeu o sinalizador no meio da torcida do Santa Cruz - o que teria sido o estopim da confusão - foi detido pela polícia, nesta quinta-feira (8), e liberado após prestar esclarecimentos. O sinalizador utilizado não foi encontrado, mas a Polícia apresentou um tipo de sinalizador utilizado para entrar em estádios sem ser detectado na revista.

Dez ambulâncias foram chamadas ao estádio. Pelo menos sessenta torcedores ficaram feridos e cinco foram encaminhados para a UPA Torrões - Dulce Sampaio, na avenida Abdias de Carvalho, Zona Oeste do Recife. Cerca de uma hora depois, a grande maioria já havia sido liberada.

Artefato semelhante ao que causou confusão na Ilha do Retiro é pouco maior que uma caneta

Artefato semelhante ao que causou confusão na Ilha do Retiro é pouco maior que uma caneta - Foto: Geraldo Moreira/da Rádio Folha

O tenente coronel Cézar Moraes considerou que o torcedor que portava o sinalizador pretendia ludibriar a revista da PM. "O sinalizador é um instrumento do tamanho de uma caneta que uma pessoa pode esconder em qualquer parte do corpo. A Polícia Militar no momento em que ela faz a revista, ela não consegue identificar tudo que a pessoa tem, tentando ludibriar a ação da polícia". O Tenente garantiu ainda que todas as entradas da Ilha do Retiro foram revistadas. 

"Quatro pessoas foram identificadas por arremessar pedras e barrotes de madeiras na Polícia Militar. Duas foram levadas para a Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA) por serem adolescentes. O restante foi para a delegacia. Eles assinaram um TCO e fora liberados. Ao todo, 170 homens do BPChoque agiram", disse.  

Confira algumas cenas registradas durante o tumulto no vídeo abaixo:



Leia também:
Torcedores ficam feridos no jogo Sport x Santa Cruz
Sport e Santa Cruz empatam e se enfrentarão nas quartas
Tininho: "Toda vez passamos por esse constrangimento"
Súmula do clássico faz registro quase nulo de confusão na Ilha

O tumulto começou ainda no primeiro tempo do clássico das multidões. Pessoas invadiram o gramado, tentando fugir do gás de pimenta, golpes de cassetete e tiros de balas de borracha utilizados pela Polícia Militar de Pernambuco. Nas redes sociais, internautas criticaram a ação da PM. Constantino Júnior, presidente do Santa Cruz, não escondeu sua revolta pela grande confusão. "Não estou apontando dedo para a Polícia Militar, porque sei que é um trabalho em conjunto, Mas ninguém sai de casa para apanhar", disse. Confira aqui a entrevista com Constantino.

Veja também

O dia em que Maradona esteve em Pernambuco
Futebol

O dia em que Maradona esteve em Pernambuco

Santa anuncia renovação de contrato do artilheiro Pipico
FUTEBOL

Santa anuncia renovação de contrato do artilheiro Pipico