Náutico aguarda retorno de pratas da casa Luiz Henrique e Robinho

Meia que estava emprestado ao Bahia deve se reapresentar ao Timbu, enquanto atacante segue com situação definida

Luiz Henrique deve voltar ao NáuticoLuiz Henrique deve voltar ao Náutico - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Dos atletas emprestados pelo Náutico após a Série C, os volantes Jobson e Luiz Henrique, além do atacante Robinho são os únicos que ainda não se reapresentaram ao técnico Márcio Goiano para a temporada 2019. Cada dia sem a presença da trio atiça ainda mais a curiosidade em saber se os atletas permanecerão no elenco ou deixaram o Timbu em definitivo. Pelo menos para um deles o retorno está mais próximo.

Emprestado ao Bahia em setembro, Luiz Henrique entrou em campo apenas uma vez, na última rodada da Série A, contra o Cruzeiro. Mesmo com a pouca utilização, o atleta chamou atenção da diretoria do Tricolor de Aço. A ideia dos baianos era renovar o empréstimo com o jogador por mais um ano. Plano que não agradou os pernambucanos.

“Mantive contato com Diego Cerri (diretor de futebol do Bahia) e ele tinha a intenção de contar com Luiz Henrique por mais um ano por empréstimo, mas eu disse que o atleta só sairia novamente do Náutico em definitivo. Ele entendeu nosso lado e desde então as coisas não andaram. Luiz vai retornar”, afirmou o vice-presidente alvirrubro, Diógenes Braga. O valor da multa rescisória para tirar o meia do Timbu não foi divulgado.

No caso do atacante Robinho, emprestado ao Goiás, a quantia estipulada pelo Náutico de uma futura venda foi de R$ 3,5 milhões por 50% dos direitos econômicos. Braga afirmou que não houve contato do Goiás indicando a possibilidade de venda. A demora em se posicionar sobre o assunto pode ter uma explicação: anunciado no início de
dezembro, o novo técnico do Esmeraldino, Maurício Barbieri, estava participando de um curso de treinadores na CBF. O profissional foi apresentado no clube apenas na última segunda. Em caso de aval do treinador, os goianos podem procurar o Timbu. Assim como no caso de Luiz Henrique, os pernambucanos não aceitam um novo empréstimo.

Além da dupla, outro que ainda não voltou de empréstimo foi o volante Jobson. Esse, todavia, já está com os pés fora do Náutico. Emprestado ao Red Bull/SP neste ano, para a disputa da Copa Paulista, o jogador deve permanecer no clube paulista para 2019. Ele estava no Timbu desde o segundo semestre de 2017. Ao todo, disputou 34
partidas e marcou três gols, um deles na final do Campeonato Pernambucano de 2018, vencido pelos alvirrubros por 2x1.

Leia também:
Náutico busca maior valorização da marca no mercado nacional
Márcio Goiano exalta chegada de Jorge Henrique ao Náutico

Veja também

Chapas lançam candidaturas à presidência do Santa Cruz
Futebol

Chapas lançam candidaturas à presidência do Santa Cruz

NBA rende homenagens a Kobe Bryant
Basquete

NBA rende homenagens a Kobe Bryant