Náutico cede empate duas vezes e fica no 2x2 com Altos

Timbu ainda não venceu na temporada 2018, acumulando o terceiro empate em três jogos oficiais

Zagueiro Everton, do Altos, levou cartão vermelhoZagueiro Everton, do Altos, levou cartão vermelho - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Roberto Fernandes avisou: neste início de ano, o Náutico mostraria um "futebol de resultado". E pelo que foi apresentado no empate em 2x2 perante o Altos, nesta quarta (17), na Arena de Pernambuco, pela Copa do Nordeste, o Timbu realmente está longe de apresentar um desempenho vistoso. O problema é que o lema do treinador não foi alcançado. A falta de entrosamento e a dificuldade no encaixe das jogadas segue como calo alvirrubro. No terceiro duelo oficial da temporada, o terceiro resultado de igualdade. O ano de 2018 começa sem derrotas para lamentar, mas sem vitórias para comemorar.

Disputando apenas a terceira partida oficial no ano, é normal observar algumas dificuldades no Náutico. Mas quando uma equipe encontra problemas em desempenhar funções básicas como trocar mais de cinco passes certos seguidamente ou fechar espaços para evitar o avanço do adversário, é sinal de que a evolução necessária não depende apenas de tempo.

O futebol, contudo, nem sempre segue um roteiro linear. Em uma roubada de bola, Daniel Bueno achou Fernandinho, que disparou pela esquerda e bateu cruzado para abrir o placar na Arena de Pernambuco. O torcedor alvirrubro ainda respirava aliviado nas arquibancadas quando o Altos deu o troco seis minutos depois. A cobrança de escanteio encontrou Leone na área. A cabeçada saiu como um foguete, sem chances para Jefferson.

O Náutico jogava em casa, mas se comportava com um visitante. Tinha menos posse de bola, apostando em contra-ataques. Não era a postura que agradava a torcida, mas em termos de aproveitamento estava funcionado. No primeiro ataque pós-empate, o Timbu retomou a vantagem. A zaga do Altos cortou mal um cruzamento e a bola sobrou para Wallace encher o pé e fazer 2x1.

Com Robinho na vaga de Fernandinho, o Náutico conseguiu equilibrar o jogo na etapa final. Mas, como já foi dito antes, o que vale é bola na rede. Dudu, de falta, acertou uma cobrança espetacular, empatando o confronto.

Sem grandes lances técnicos, eram as várias reviravoltas na partida que tornavam o jogo emocionante. O “lá e cá” deixou o resultado em aberto até os minutos finais. Piauienses e pernambucanos tentavam o terceiro gol pelo alto. Em um dos lances, Rafael Ribeiro chegou forte em um defensor do Altos, começando uma confusão generalizada. Após o fim do tumultuo, o árbitro expulsou o técnico Waldemar Lemos e Everton, dos visitantes, e Rafael, dos mandantes. Nem os sete minutos de acréscimo ajudaram o Timbu a evitar o resultado amargo de 2x2.

Ficha técnica

Náutico 2
Jefferson; Thiago Ennes (Clebinho), Rafael Ribeiro, Claydson Camutanga e Gabriel Araújo; Negretti, Hygor, Wallace Pernambucano e Medina; Fernandinho (Robinho) e Daniel Bueno (Josa). Técnico: Roberto Fernandes

Altos/PI 2
Gideão; Vagner, Leone, Everton e Netinho (Douglas); Marconi (Alisson), Dos Santos, Américo e Esquerdinha; Dudu (Bruno) e Manoel. Técnico: Waldemar Lemos

Local: Arena de Pernambuco (São Lourenço da Mata/PE)
Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL). Assistentes: Esdras Mariano de Lima Albuquerque e Wagner Jose da Silva (ambos de AL)
Gols: Fernandinho (aos 20 do 1ºT), Leone (aos 26 do 1ºT), Wallace Pernambucano (aos 29 do 1ºT), Dudu (aos 14 do 2ºT)
Cartões amarelos: Claydson, Negretti (N); Vagner (A)
Cartão vermelho: Rafael (N), Everton (A)
Renda: R$ 19.865,00
Público: 2.075 torcedores

 

Veja também

Revelação na reta final da Série B, Thassio faz avaliação positiva de temporadaFutebol

Revelação na reta final da Série B, Thassio faz avaliação positiva de temporada

Nadadora transexual enfrenta críticas ao quebrar recordes femininos após competir com homensEUA

Nadadora transexual enfrenta críticas ao quebrar recordes femininos