Náutico coleciona lesões no primeiro mês da temporada

Maratona de jogos e pouco tempo de treinamento tem ocasionado problemas clínicos nos atletas

Atacante passou mal no intervaloAtacante passou mal no intervalo - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

O primeiro mês de 2018 fechou de maneira positiva para o Náutico em termos de resultado. Entre os dias 8 e 31 de janeiro, os alvirrubros entraram em campo oito vezes. Neste período, o clube se classificou para a fase de grupos da Copa do Nordeste, avançou na Copa do Brasil e está na liderança do Campeonato Pernambucano. O problema é que o pouco tempo de treinamento e maratona de decisões trouxe uma dor de cabeça. O Timbu perde um atleta por lesão a cada rodada. O mais recente foi o goleiro Jefferson, que deixou a partida passada contra o Cordino/MA com dores na coxa esquerda. O atleta fará exame de imagem para saber a gravidade de problema. A temporada começa com conquistas importantes, mas com o departamento médico cheio.

Antes mesmo de a bola rolar, o Náutico colecionou as primeiras baixas. O volante Renato Júnior sofreu rompimento total do ligamento cruzado anterior do joelho direito durante um jogo-treino e voltou ao Avaí, clube que o havia emprestado ao Timbu. Já Rogerinho, com contusão no ligamento colateral medial do joelho direito, ficou fora dos treinos por um mês. Bryan foi outro que ainda não estreou devido um problema no músculo psoas.

Na estreia do Timbu, mais lesões. O zagueiro Camacho sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo no jogo de ida ante o Itabaiana, pela pré-Copa do Nordeste. O meia Cal e o atacante Odilávio, com problemas musculares, também estavam no DM. Todos, porém, já iniciaram a fase de transição.

Nas últimas semanas, a base titular foi desfalcada por dois nomes. O atacante Fernandinho teve uma lesão grau um na coxa esquerda e não participou dos últimos três jogos. O último da lista, antes de Jefferson, foi o lateral-direito Medina. O atleta ficou fora do confronto passado por conta de uma lesão na coxa direita e só volta aos trabalhos depois do Carnaval.

Veja também

Tempo hábil e disparidade: antes atrás, Santa vê favoritismo crescer para a Série C
Santa Cruz

Tempo hábil e disparidade: antes atrás, Santa vê favoritismo crescer para a Série C

Náutico suspende leilão da sede dos Aflitos
Futebol

Náutico suspende leilão da sede dos Aflitos