Futebol

Náutico completa 120 anos, lança selo comemorativo e recebe 'parabéns' de ídolos e rivais

Aniversário foi lembrado por Sport, Santa Cruz e figuras da história alvirrubra, como Muricy Ramalho

Foto: Reprodução/ Clube Náutico Capibaribe

Oficialmente fundado em 7 de abril de 1901, o Clube Náutico Capibaribe completa 120 anos nesta quarta-feira (7). Contudo, a agremiação já existia desde 1898, quando dois grupos adversários de remadores recifenses decidiram unir forças, criando uma só sociedade.

Sport e Santa Cruz, os principais rivais alvirrubros, foram às redes sociais parabenizar o clube usando a hashtag #FutebolDePaz. 

Muricy Ramalho, técnico do time na conquista do Estadual do centenário, em 2001, também deixou seus parabéns em formato de vídeo publicado nas redes sociais do Timbu.

Como parte das comemorações, o clube também lançou um novo 'selo'. O emblema passou a estampar as fotos de perfil do time nas redes sociais.

 

Origens

A origem do clube remonta a 1897, quando um grupo de praticantes de remo participou da recepção das tropas pernambucanas que haviam lutado na Guerra de Canudos. No dia 21 de novembro daquele ano, os remadores, liderados por João Victor da Cruz Alfarra, realizaram uma grande regata no Rio Capibaribe. A competição chamou a atenção no Recife e, consequentemente, o remo tornou-se uma modalidade popular.

Assim, alguns funcionários de armazéns das ruas do Rangel e Duque de Caxias, no Centro, decidiram criar o Clube dos Pimpões e disputar torneios contra o grupo comandado por João Victor Alfarra. No final de 1898, as duas equipes uniram-se, dando origem a uma terceira sociedade, que chegou a ser chamada de Recreio Fluvial, mas acabou se consolidando como Clube Náutico Capibaribe.

Futebol

Em 1905, o clube estreou no futebol. Foi nessa época que um grupo de ingleses formou a primeira equipe alvirrubra para a modalidade, jogando aos domingos, no campo de Santana ou na campina do Derby. O primeiro confronto oficial do Náutico, contudo, só ocorreu em 1909.

O início nos gramados estava longe de ser glorioso, já que o esporte era tratado de forma secundária dentro do clube. Prova disso foi a falta de interesse do clube em se filiar à Liga Recifense de Futebol, criada em 1914. O início oficial só se deu dois anos depois, com a entrada na Liga Sportiva Pernambucana, em 1916.

A era profissional do futebol alvirrubro, por sua vez, veio na década de 1930. Em 1934, o clube conquistou o primeiro dos seus 22 títulos pernambucanos, vencendo os rivais Sport e Santa Cruz, por 8 a 1 e 2 a 1, respectivamente, nos últimos jogos do torneio estadual. Dois anos depois, o Náutico adquiriu o terreno em que construiu o Estádio Eládio de Barros Carvalho, mais conhecido como Aflitos (bairro onde se localiza). E foi lá que o Náutico viveu suas maiores glórias, com destaque para o vice-campeonato da Taça Brasil de 1967 e o hexacampeonato pernambucano, entre 1963 e 1968. 

Em 2013, o time profissional deixou de atuar no local, passando a mandar seus jogos na Itaipava Arena Pernambuco, situada no município de São Lourenço da Mata. Após cinco anos de saudade, no dia 16 de dezembro de 2018 o Náutico retornou aos Aflitos, com direito a amistoso e reencontro com ídolos, como o treinador bicampeão pernambucano Muricy Ramalho e o artilheiro Kuki.

Mascote

Em um jogo contra o América, em 1934, chovia muito e o então técnico alvirrubro preferiu se reunir com os jogadores no centro do gramado ao invés dos vestiários e ali ouviram provocações da torcida adversária gritando “timbu!”. As provocações se voltariam contra os torcedores do América após o Náutico ganhar o certame por 3x1 e responder a plenos pulmões “timbu, 3x1!”. A partir de então, o marsupial, típico do Nordeste brasileiro, ficou marcado como mascote do clube da Rosa e Silva.

Muricy Ramalho

No início da década de 2000, o Náutico foi bicampeão pernambucano em 2001/2002 sob o comando do treinador Muricy Ramalho. 

Após 12 anos sem conquistas, o ano de 2001 começou sob o temor de ver o Sport se tornar hexacampeão e igualar o recorde alvirrubro. Contudo, após a chegada de Muricy, o time engrenou e o então desconhecido Kuki tornou-se ídolo e artilheiro do time. 

No ano de seu centenário o Náutico sagrou-se campeão pernambucano, evitou que o Sport igualasse o seu maior feito nos estaduais e, no Brasileiro da Série B, terminou na quinta posição, chegando nas rodadas finais com chance de acesso. O título do centenário não foi igualado nem pelo Santa Cruz, nem pelo Sport.

Como assinar o DAZN

O DAZN, maior serviço de streaming esportivo do mundo, apresenta o melhor das competições esportivas nacionais e internacionais por uma assinatura mensal pelo custo de R$ 19,90. Para quem já é assinante da basta acessar o site ou o app da plataforma. Para quem ainda não tem conta, o serviço disponibiliza 30 dias grátis, bastando clicar neste link para se cadastrar. Você pode acompanhar os eventos pelo computador, no celular, tablet ou até no console do videogame.https://prf.hn/click/camref:1101l7Ijk/adref:folhape

Veja também

Flamengo alcança final da Champions League Américas
Basquete

Flamengo alcança final da Champions League Américas

Bivar confirma Nei Pandolfo como Gerente de Futebol do Sport
Sport

Bivar confirma Nei Pandolfo como Gerente de Futebol do Sport