Náutico em busca de um novo rumo

Sob o comando interino de Levir Gomes, time alvirrubro enfrenta o Vila Nova/GO, no Serra Dourada, pela Série B

Camisa 33 está cada vez mais próximo do BragaCamisa 33 está cada vez mais próximo do Braga - Foto: Paullo Almeida

Nada de citar estatística, retrospecto ou prognóstico. Antes de olhar para a tabela e saber as chances de fuga do rebaixamento à Série C, é preciso avaliar um ponto: o Náutico está jogando mal por questões técnicas ou o psicológico está eliminando, mesmo que inconscientemente, a esperança de uma reação? O time perde por não acreditar no seu potencial ou está sem confiança justamente devido ao acúmulo de tropeços? Não se sabe o que é causa ou efeito.

Em meio a isso, os pernambucanos decidiram, mais uma vez, apostar na mudança de comando técnico - a quinta somente neste ano - para tentar um milagre. Após nove jogos, com uma vitória, três empates e cinco derrotas, Beto Campos foi desligado do clube. Roberto Fernandes, atualmente no Confiança, é o mais cotado para assumir o posto. Francisco Diá, do Sampaio Corrêa, é outro observado pela cúpula de Rosa e Silva. Hoje, à 20h30, no Serra Dourada, contra o Vila Nova, o Alvirrubro tenta iniciar uma reviravolta histórica e evitar um 2018 ainda mais afundado em crise.O

Náutico não poderá reclamar de pressão da torcida. O estádio goiano estará de portões fechados por conta de uma punição sofrida pela Vila Nova após cenas de violência no clássico diante do Goiás, na 10ª rodada da Série B. No banco de reservas dos pernambucanos estará Levi Gomes. Uma cena bem corriqueira em 2017. Sempre que um técnico cai, é do interino a missão de recolher os cacos e comandar a equipe enquanto um novo profissional não chega. Chamado para suprir as saídas de Dado Cavalcanti, Milton Cruz, Waldemar Lemos e agora Beto Campos, Levi aposta em um trabalho voltado para o lado psicológico.

“Não sei dizer quantas vezes já assumi essa posição, mas em todas procurei fazer o meu melhor. Pego o time em uma situação difícil, com resultado negativo, e o momento é de trabalhar a mente dos jogadores. Podemos dar confiança, mostrar um posicionamento para eles (atletas) produzirem mais. Isso já deu bons resultados antes. Não adianta querer inventar de última hora”, afirmou Levi. Ele assumirá o Timbu pela terceira vez no ano. Antes, havia treinado a equipe contra o Belo Jardim, pelo Pernambucano, e diante do Boa Esporte, pela Segundona.

Para o jogo, o Náutico deve ter poucas mudanças. Suspenso pelo terceiro amarelo, Jobson será substituído por Darlan. O lateral-direito Sueliton e o zagueiro Breno Calixto, que cumpriram suspensão na rodada anterior, voltam ao time.

FICHA DE JOGO

Vila Nova

Luís Carlos; Maguinho, Wesley Matos, Alemão e Gastón Filgueira; PH, Geovane, Alípio e Alan Mineiro; Mateus Anderson e Moisés. Técnico: Hemerson Maria

Náutico

Tiago Cardoso; Suelinton, Breno Calixto, Feliphe Gabriel e Henrique Ávila; Darlan, Amaral e Diego Miranda; Erick, Gilmar e Iago. Técnico interino: Levi Gomes

Local: Serra Dourada (Goiânia/GO)
Horário: 20h30
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR).
Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos e Luiz H Souza Santos Renesto (ambos do PR)
Transmissão: Premiere
 

Veja também

Acompanhe o lance a lance de Corinthians x Sport
Série A

Acompanhe o lance a lance de Corinthians x Sport

CBF antecipa rodada final da Série B; jogos serão dia 29 de janeiro
Futebol

CBF antecipa rodada final da Série B; jogos serão dia 29 de janeiro