Náutico enfrenta o líder Atlético-GO na Arena de Pernambuco

Com decisão a cada rodada, Timbu enfrenta o líder Atlético/GO, hoje, e tem a oportunidade de voltar ao G4

Prédio foi ocupado nesta segundaPrédio foi ocupado nesta segunda - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

 

A reação do Náutico sob o comando de Givanildo Oliveira levou o time a ter um jogo do ano a cada rodada, àquele que indicaria o futuro na Série B do Campeonato Brasileiro. Após perder a invencibilidade de oito partidas, o Timbu terá mais um duelo que pode ser considerado o da temporada. E é logo contra o líder da competição, o Atlético/GO, às 20h30, nesta sexta-feira (28), na Arena de Pernambuco. Diante do Dragão, o Alvirrubro tem a oportunidade de voltar ao G4 em caso de vitória e tropeço do Londrina contra o Criciúma, em confronto que começa às 18h15, no Heriberto Hulse, em Santa Catarina.

Portanto, os pernambucanos já entram em campo conscientes do cenário em que se encontram na reta final. O dia anterior ao jogo costuma ser tranquilo, apenas com o treinamento recreativo entre os jogadores e a comissão técnica, no CT Wilson Campos. Mas, desta vez, foi um pouco diferente. Antes do rachão, Givanildo Oliveira teve uma longa conversa com o elenco. 

O tom das palavras era para manter o otimismo quanto ao acesso e ressaltar o tamanho da importância do duelo desta noite. “É uma partida importante, decisiva. Embora ainda tenha mais cinco depois dessa. Mas com uma vitória, teremos 15 pontos a disputar precisando vencer quatro jogos. Porque acredito que com 63 deve subir à Série A. Estamos numa situação apertada e, por isso, é uma decisão. Ganhar nos deixa em uma condição boa, mas longe de ser confortável”, analisou o comandante alvirrubro.

Na decisão de hoje, Givanildo Oliveira terá força máxima em campo. Júlio César, recuperado de uma pancada na cabeça, Vinícius e Rony, que cumpriram suspensão pelo terceiro cartão amarelo, voltam à equipe. Para o meio-campista alvirrubro, esses retornos serão importantes para o Timbu em questão de qualidade e entrosamento.

“Com a sequência de jogos e de vitórias, uma base foi criada. A cada partida a gente foi se conhecendo melhor e encaixando bem. Mas isso não se deve só a mim, Rony ou Marco Antônio. Todos são responsáveis pelo bom momento do Náutico na Série B”, concluiu Vinícius.

Atlético/GO
Com o acesso praticamente garantido, o Dragão veio ao Recife na condição de ampliar a vantagem na liderança e se aproximar do título da Série B. O time goiano tem 61 pontos, três a mais do que o vice-líder Vasco, e não perde há cinco rodadas. Contra o Náutico, o técnico Marcelo Cabo contará com o retorno do goleiro Klever e com a entrada do zagueiro Ricardo Silva na vaga de Lino, vetado pelo departamento médico por conta de uma lesão muscular.

FICHA DO JOGO

NÁUTICO

Júlio César; Joazi, Rafael Pereira, Igor Rabello e Gastón; João Ananias, Rodrigo Souza, Marco Antônio e Vinícius; Rony e Bergson. Técnico: Givanildo Oliveira.

ATLÉTICO/GO
Klever; Matheus Ribeiro, Marllon, Ricardo Silva e Romário; Michel, Pedro Bambu, Magno Cruz, Jorginho e Gilsinho; Júnior Viçosa. Técnico: Marcelo Cabo.

Local: Arena de Pernambuco (São Lourenço da Mata).
Horário: 20h30 (do Recife). Árbitro: Célio Amorim (SC). Assistentes: Thiago Americano Labes e Eder Alexandre (Ambos de SC). Transmissão TV: Sportv (menos para PE) e Premiere FC (para todo Brasil).

 

Veja também

Prestes a completar 80 anos, Pelé é retratado em mural de Kobra em Santos
Futebol

Prestes a completar 80 anos, Pelé é retratado em mural de Kobra em Santos

Após gol, Lourenço enxerga artimanha para manter a boa fase: 'Ficar próximo de Pipico'
Santa Cruz

Após gol, Lourenço enxerga artimanha para manter a boa fase: 'Ficar próximo de Pipico'