Náutico faz mais uma decisão primordial para os cofres

Timbu temm missão de eliminar Cordino/MA, hoje, na estreia da Copa do Brasil, e ganhar fôlego financeiro

Negretti volta ao time nesta noiteNegretti volta ao time nesta noite - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Maratona de quatro jogos em uma semana. Partida que vale classificação e premiação que pode ajudar no orçamento do clube. Nenhum dos dois cenários é novo para o Náutico em 2018. A sensação de “Déjà-vu” toma conta dos alvirrubros. Assim como na semana anterior, a equipe terá uma série de compromissos em curto espaço de tempo por competições distintas. O primeiro dos desafios é hoje, contra o Cordino/MA, no Castelão, na estreia da Copa do Brasil - após mudança no regulamento, a fase inicial terá jogo único. Os demais serão pelo Campeonato Pernambucano (contra Pesqueira, sábado, e Salgueiro, terça) e Copa do Nordeste (Botafogo/PB, na quarta que vem). Além de uma vaga na etapa seguinte, o confronto tem como atrativo uma premiação de R$ 600 mil - há duas semanas, o Timbu também encarou um duelo, à época pelo pré-Nordestão, com um bônus de importância similar. Os pernambucanos precisam apenas de um empate para avançar no torneio nacional.

Leia também:
Josa lamenta nova maratona de jogos do Náutico
Timbu em busca do equilíbrio entre atacar e defender

O Náutico é, de longe, o favorito. Não somente pela tradição. O Cordino vive um momento complicado em 2018. O atual vice-campeão maranhense não conseguiu classificação à Copa do Nordeste, perdendo a vaga na fase preliminar para o Treze. Em quatro jogos no ano, o time empatou dois e perdeu outros dois.

Outro ponto pesa contra os mandantes. Como o estádio Leandrão tem capacidade para apenas 1.500 pessoas, o clube foi obrigado a realizar o confronto em outro local, já que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) exige que o palco das partidas tenha lotação mínima de dez mil lugares. A ideia inicial era atuar no Frei Epifânio D’Abadia, em Imperatriz. Mas a diretoria do clube preferiu jogar no Castelão, em São Luís, por conta de um confronto previamente marcado para o mesmo estádio no sábado, contra o MAC, pelo Campeonato Maranhense.

“Encaramos o jogo com franqueza e não podemos subestimar as equipes que não conhecemos. Não sabemos o que enfrentaremos lá, mas temos o intuito de voltar com a classificação. Fizemos avaliações de todas as competições que teremos e essa é primordial para o Náutico financeiramente”, apontou o volante Josa.

Poupado no jogo anterior, contra o Vitória, no Campeonato Pernambucano, Negretti volta ao time na vaga de Hygor. O mesmo não vale para o lateral-direito Medina. O jogador foi diagnosticado com uma lesão na coxa direita, ficando duas semanas no departamento médico. Clebinho é o substituto direto.


FICHA TÉCNICA:

Cordino/MA
Flávio Henrique; Michel, Da Silva, Emerson e Renan; Júnior Negão, André, Ulisses, Alisson e Kelson; Jonas Piupiu. Técnico: Wemersson de Carvalho.

Náutico
Jefferson; Thiago Ennes, Breno Calixto, Camutanga e Kevyn; Josa, Negretti e William Gaúcho, Clebinho, Wallace Pernambucano e Gabriel Araújo. Técnico: Roberto Fernandes

Local: Castelão (São Luís/MA)
Horário: 20h30.
Árbitro: Andrey da Silva e Silva (PA). Assistentes: Marcio Gleidson Correia Dias e Rafael Bastos Cardoso (ambos do PA).

Veja também

Durval aciona Sport na Justiça por descumprimento de acordoFutebol

Durval aciona Sport na Justiça por descumprimento de acordo

Esquerdinha cita experiência como trunfo em retorno ao SantaFutebol

Esquerdinha cita experiência como trunfo em retorno ao Santa