Náutico fica no empate em 1x1 com Vitória

Thomas Anderson abriu o placar e Wallace Pernambucano, de pênalti, empatou o jogo na Arena

Timbu não conseguiu vencer segunda seguida no EstadualTimbu não conseguiu vencer segunda seguida no Estadual - Foto: Brenda Alcântara/Folha de Pernambuco

Pelo visto, favoritismo não cai bem ao Náutico. Diante do Vitória, a equipe mostrou dificuldades ao tentar propor o jogo e por pouco não saiu com uma derrota na Arena de Pernambuco - sem poder mandar o confronto no Carneirão, o Tricolor das Tabocas precisou utilizar a “casa” do adversário em São Lourenço da Mata. O empate em 1x1 pela quarta rodada do Campeonato Pernambucano 2018, mostrou que o Timbu, ainda líder, consegue melhores resultados como vidraça em vez de pedra.

Com relação ao time que jogou na rodada anterior, o técnico Roberto Fernandes fez apenas duas alterações, sacando Negretti e Medina para as entradas de Hygor e Clebinho. O esquema permaneceu o mesmo, com Wallace Pernambucano improvisando como centroavante. Nos primeiros minutos, o Náutico atuou de forma parecida com o Sport no Clássico dos Clássicos da última quarta. Tinha mais posse de bola, mas não transformou o volume de jogo em chances de gol.

O Vitória fez o papel do Timbu no derby passado: fechado e apostando em saídas rápidas. Assim como na história do clássico, o favorito foi surpreendido. Desta vez, para a tristeza dos alvirrubros. Breno e Camutanga se atrapalharam na marcação de Erverson e a bola sobrou para Thomas Anderson bater com categoria no canto direito. Jefferson apenas observou a rede balançar. Os visitantes provaram do próprio veneno usado diante do Leão.

Antes mesmo do intervalo, Roberto fez duas substituições. O meia Júnior Timbó e o centroavante Tharcysio entraram nas vagas dos pratas da casa Kevyn e William Gaúcho, respectivamente. A equipe passou a atuar com dois homens na frente e Clebinho ganhou companhia no setor de criação.

Com dificuldades na articulação das jogadas, o Náutico só conseguiu desencantar na bola parada. Camutanga sofreu falta dentro da área. Pênalti que Wallace Pernambucano converteu para fazer 1x1. A virada quase veio cinco minutos depois, em chute de Clebinho que tirou tinta da trave de Dida. O desgaste atingiu as duas equipes nos momentos finais da partida. O Timbu abusou de errar passes. Com muito espaço em campo, mas pouca objetividade, o time voltou a insistir nos cruzamentos na área. O Vitória tentou, sem sucesso, o triunfo nas bolas paradas. O empate puniu a pouca inspiração dos dois lados.

Ficha técnica

Vitória 1

Dida; Felipe Almeida, David, Fabinho e Jonas; Wires, Oliveira e Juninho; Erverson (Paulo Victor), Thomas Anderson (Carlinhos) e Geovane (Lelo). Técnico: Fernando Lins.

Náutico 1

Jefferson; Thiago Ennes, Breno, Camutanga e Kevyn (Tharcysio); Hygor (Luiz Henrique), Josa, William Gaúcho (Júnior Timbó), Clebinho e Gabriel Araújo; Wallace Pernambucano. Técnico: Roberto Fernandes

Local: Arena de Pernambuco (São Lourenço da Mata/PE)
Árbitro: Sebastião Rufino Ribeiro Filho. Assistentes: Cleberson Nascimento Leite e Ricardo Bezerra Chianca.
Gols: Thomas Anderson (aos 18 do 1ºT) e Wallace (aos 19 do 2ºT)
Cartões amarelos: Dida, Jonas (V); Gabriel Araújo, Camutanga (N)
Público: 1.592
Renda: RS 32.850,00

 

Veja também

Náutico confirma contratação do meia Marcos Vinícius
Futebol

Náutico confirma contratação do meia Marcos Vinícius

Defesa de Carol Solberg recorrerá de advertência por 'fora, Bolsonaro'
Manifestação

Defesa de Carol Solberg recorrerá de advertência por 'fora, Bolsonaro'