Série B

Náutico joga mal, perde por 2x0 para o Vila Nova e se distancia do G4 da Série B

Timbu sofreu com falhas defensivas, tomando um dos gols em jogada de lateral; próxima partida é contra o Cruzeiro

Lances de Vila Nova x NáuticoLances de Vila Nova x Náutico - Foto: Roberto Corrêa/Vila Nova F.C.

Com falhas defensivas e sem criatividade no ataque, o Náutico foi derrotado por 2x0 para o Vila Nova, nesta sexta (6), no estádio OBA, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Timbu se distanciou do G4 e agora terá pela frente o Cruzeiro, na próxima semana, nos Aflitos. Os pernambucanos estão na sétima posição, com sete pontos. 

Um chute de Ewandro nas mãos do goleiro, uma finalização de Pedro Vítor por cima e outra de Jean Carlos encobrindo a meta. As descrições poderiam exemplificar um Náutico pressionando o Vila Nova, mas não foi bem assim. Mostram, na verdade, que o Timbu precisou arriscar mais finalizações de média distância, já que a dificuldade era grande em encontrar espaços na defesa goiana.

O Vila, por outro lado, era mais letal. Principalmente pela fragilidade da defesa alvirrubra. Aos 21, deixaram Victor Andrade passar livre na esquerda e cruzar. Djavan cortou mal a bola e Daniel Amorim pegou o rebote para fazer 1x0. Ainda atordoado, o Timbu levou mais um. Com um erro primário. Um lateral cobrado para a área, uma zaga desatenta e um atacante oportunista: sequência que fez Pablo Dyego ampliar a vantagem dos mandantes. 

O técnico Roberto Fernandes gastou após o intervalo quatro das cinco substituições que tinha à disposição. Mexeu na cabeça de área, sacando Djavan e Franco para as entradas de Ralph e Victor Ferraz, e no ataque, colocando Luis Phelipe e Niltinho nas vagas de Ewandro e Pedro Vítor.

O único lance de emoção envolvendo o Náutico na segunda etapa foi quando Luis Phelipe recebeu o cartão vermelho, mas, após consulta ao VAR, o árbitro mudou a decisão e deu apenas amarelo. Com a bola rolando, mesmo com uma leve evolução, o Timbu não conseguiu ao menos diminuir o prejuízo para fazer uma pressão final. Foi o primeiro tropeço alvirrubro sob o comando do novo técnico na Segundona.

Ficha técnica

Vila Nova 2

Georgemy; Alex Silva (Moacir), Renato, Rafael Donato e Bruno Colaço; Ralf (Rafinha), Arthur Rezende,  Matheuzinho (Paulo Roberto) e Victor Andrade; Pablo Dyego (Diego Tavares) e Daniel Amorim (Rubens). Técnico: Higo Magalhães

Náutico 0

Lucas Perri; Hereda, Camutanga, Bruno Bispo e Júnior Tavares; Djavan (Ralph), Richard Franco (Vitor Ferraz) e Jean Carlos; Ewandro (Luis Phelipe), Pedro Vítor (Niltinho) e Léo Passos (Amarildo). Técnico: Roberto Fernandes.

Local: OBA (Goiânia/GO)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR). Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Victor Hugo Imazu dos Santos (ambos do PR)
Gols: Daniel Amorim (aos 21 do 1ºT), Pablo Dyego (aos 27 do 1ºT)
Cartões amarelos: Djavan, Ewandro, Richard Franco, Luis Phelipe, Camutanga (N); Alex Silva, Bruno Collaço (V)

Veja também

Em noite de chuva, torcedor do Sport "mergulha" na arquibancada da Ilha do Retiro; veja vídeo
Futebol

Em noite de chuva, torcedor do Sport "mergulha" na arquibancada da Ilha do Retiro; veja vídeo

Tandara pega quatro anos de suspensão por doping
Vôlei

Tandara pega quatro anos de suspensão por doping