Náutico pode contar com volta de três peças contra Sport

Thiago Ennes, Josa e William Gaúcho foram poupados do jogo passado, contra o Central

William foi o herói do Náutico no jogoWilliam foi o herói do Náutico no jogo - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

O Náutico procurou, neste início de temporada, poupar sempre uma parte dos atletas para não aumentar o desgaste durante a sequência de três jogos em cinco dias que o time teve na semana passada. Uma rotina que vai permanecer. Para o jogo desta quarta (24), contra o Sport, na Arena de Pernambuco, pela terceira rodada do Campeonato Pernambucano 2018, o Timbu deve poupar alguns jogadores que atuaram na rodada anterior, perante o Central, na derrota por 3x0. Em contrapartida, deve contar com o retorno de três peças.

O lateral-direito Thiago Ennes e os volantes Josa e William Gaúchos, todos titulares no jogo da última sexta (19), na vitória por 3x2 contra o América, foram poupados diante da Patativa justamente para se recuperarem fisicamente, ficando à disposição do técnico Roberto Fernandes para o clássico.

"Quando Willian Gaúcho, garoto da base, que estreou com dois gols, não vem para o campo... é porque tem alguma coisa. Ninguém é doido. Ele foi vetado. Mesma situação do Josa. Thiago Ennes também. Fernandinho estava na lista, mas jogou", afirmou o treinador.

Desses, apenas Thiago era considerado um dos titulares absolutos do time. O jogador deve entrar na vaga de Medina, lateral de origem que vinha sendo improvisado no meio-campo. Já Josa e William Gaúcho podem pegar o espaço de Hygor e Negretti, ambos titulares na partida passada.

Josa foi bastante elogiado pelo treinador na vitória contra o Periquito. Não mais que William, diga-se de passagem. O prata da casa de 19 anos foi o herói da partida ao marcar dois dos três gols, sendo o último deles aos 49 minutos do segundo tempo.

Veja também

Sport anuncia line-up de CS:GO
Esports

Sport anuncia line-up de CS:GO

Em nota, CBF rebate Doria e confirma início do Brasileirão em agosto
Futebol

Em nota, CBF rebate Doria e confirma início do Brasileirão em agosto