Futebol

Náutico recebe River em busca de primeira vitória como mandante no Nordestão 2024

Nos jogos que fez nos Aflitos, Timbu empatou com o Ceará e perdeu para o Botafogo-PB

Torcida do Náutico, nos AflitosTorcida do Náutico, nos Aflitos - Foto: Gabriel França/CNC

O estádio dos Aflitos, palco das últimas vitórias do Náutico no Campeonato Pernambucano, contra Sport e Afogados, não tem sido um trunfo para o clube na Copa do Nordeste. Nos jogos que fez como mandante, perante Botafogo-PB e Ceará, o Timbu não venceu, acumulando uma derrota por 1x0 e um empate sem gols, respectivamente. Para mudar esse cenário, os alvirrubros precisarão superar, nesta terça (5), o River-PI, pela quinta rodada da Copa do Nordeste. 

O Náutico é o quarto colocado do Grupo B do Nordestão, com cinco pontos. Em caso de vitória, o clube pode pular momentaneamente para a segunda posição, ficando atrás apenas do Bahia, líder com nove pontos, que visita o Ceará, quarta (6), no Castelão. O River também está em quarto, mas no Grupo A, com seis pontos. 

“Precisamos manter o foco. O mando de campo na Copa do Nordeste é importante e vamos procurar fazer o que fizemos na última partida, mesmo sendo agora outra competição. Os três pontos são de suma importância para a gente. Quanto a gente faz valer o mando, isso vira importante no decorrer do campeonato, indo mais tranquilo mentalmente fora de casa”, afirmou o volante Lorran, citando ainda a preocupação do Timbu em melhorar a pontaria.

"O professor sempre faz isso com a gente. Acho que falta um pouco mais de calma na hora de finalizar. Esperamos ter essa tranquilidade. Tenho certeza que os gols vão sair”, completou. 

Para o confronto, o técnico Allan Aal deve manter a mesma base que venceu o Afogados, nas quartas de final do Pernambucano. O único desfalque é na zaga. Joécio deixou o jogo passado com dores musculares e, após exame de imagem, foi constatada uma lesão grau um na coxa esquerda. O prazo de retorno aos gramados é de 10 a 15 dias. Com isso, Guilherme Matos deve ser o substituto, fechando a defesa com Rafael Vaz. 

Velhos conhecidos

O River tem no elenco alguns velhos conhecidos da torcida do Náutico. Um deles é Izaldo, lateral-esquerdo de 30 anos, formado na base alvirrubra e com passagem pelo time profissional em 2014.

No meio, outros ex-jogadores do Náutico são Caíque Valdívia, que vestiu a camisa alvirrubra em 2016, e Darlan Bispo, com passagem em 2017. No ataque, o perigo é com a "lei do ex" do atacante Crislan, jogador que defendeu o time pernambucano em 2014.

O River ainda é comandado por Dico Wooley, treinador que teve passagem pelo Retrô, sendo vice-campeão Pernambucano em 2022, perdendo a final justamente para o Náutico. 

Tabu em jogo

O Náutico nunca venceu o River-PI. Na história, as equipes se enfrentaram apenas três vezes. A primeira foi em 1979, com triunfo por 3x1 dos piauienses, em Teresina. Nas seguintes, empates em 0x0, em 2000, pela Copa João Havelange, e por 1x1, em 2020, pela fase de grupos da Copa do Nordeste - ambas com o Timbu como mandante.

Ficha técnica

Náutico

Vagner; Arnaldo, Guilherme Matos, Rafael Vaz e Diego Matos; Lorran, Marco Antônio e Patrick Allan; Evandro, Júlio César e Paulo Sérgio. Técnico: Allan Aal

River-PI

Heitor Gatti; Vinícius, Dedé, Jílson e Josué; Iago Felipe, Kakin, Doda e Ronald; Ju Alagoano e Foguinho. Técnico: Dico Wooley.

Local: Aflitos (Recife/PE)

Horário: 19h

Árbitro: Wiomar Santana de Oliveira (AL). Assistentes: Wellington Thiago de Almeida Fontes Nascimento e Aldrin Freire Costa Matias

Transmissão: DAZN

Veja também

Liverpool vence na visita ao Fulham e é líder do Inglês ao lado do Arsenal
Futebol

Liverpool vence na visita ao Fulham e é líder do Inglês ao lado do Arsenal

Erica Sena leva medalha de bronze no Mundial de Marcha Atlética
Futebol

Erica Sena leva medalha de bronze no Mundial de Marcha Atlética

Newsletter