Náutico segue com defesa jovem para 2019

O mais “velho” é Sueliton, de 27 anos. Camutanga (25), Diego Silva (25) e Rafael Ribeiro (22) completam o grupo que deu mais juventude à retaguarda alvirrubra

Retorno de Sueliton à zaga é uma das novidades do TimbuRetorno de Sueliton à zaga é uma das novidades do Timbu - Foto: Léo Lemos/Divulgação/Náutico

No futebol, o sistema defensivo geralmente é o setor que conta com mais atletas experientes em um elenco. No Náutico, ao menos por enquanto, a aposta aparentemente não segue essa linha quando o assunto é a média de idade dos zagueiros. O mais “velho” é Sueliton (emprestado ao Red Bull/SP), de 27 anos. Camutanga (25), Diego Silva (25) e Rafael Ribeiro (22) completam o grupo que deu mais juventude à retaguarda alvirrubra.

Sueliton e Camutanga terminaram a temporada formando a defesa titular do Náutico. Parceria com média de idade de 26 anos. Um número que poderia ser menor. Antes de Camutanga assumir a titularidade, o dono da posição era Rafael Ribeiro. O prata da casa ganhou espaço após a chegada do técnico Márcio Goiano, mas uma lesão muscular na coxa direita o tirou da fase decisiva da Série C do Campeonato Brasileiro.

Diego é um novato nesse grupo, mas é um velho conhecido dos alvirrubros. Primeiro reforço para 2019, o jogador foi formado nas categorias de base do clube, onde ficou até 2015. Antes de retornar, o defensor passou pelo time sub-23 do Santos e pelo Nacional de Funchal, de Portugal. Mesmo antes do início da pré-temporada, o profissional já treina no CT Wilson Campos. Além disso, participou de dois jogos pelo time sub-23 do Timbu que estava disputando a Série A2 do Campeonato Pernambucano.

Analisando o desempenho da defesa do Náutico na década, os números de 2018 se tornam um dos melhores. Em 48 jogos, o Timbu sofreu 52 gols (1,08 por confronto). De 2011 para cá, apenas em 2016 os alvirrubros tiveram uma performance melhor. Na ocasião, em 54 partidas, o clube precisou pegar a bola na sua rede 53 vezes, média de 0,9 por duelo. O recorde negativo foi visto em 2013. Foram 108 gols tomados em 65 ocasiões (1,66 por jogo).

Leia também:
Náutico pode ter marca própria em abril
Justiça cobra R$ 1,5 milhão do Náutico por empréstimo de Acosta

Veja também

Chapas lançam candidaturas à presidência do Santa Cruz
Futebol

Chapas lançam candidaturas à presidência do Santa Cruz

NBA rende homenagens a Kobe Bryant
Basquete

NBA rende homenagens a Kobe Bryant