A-A+

Futebol

Náutico visita Botafogo, melhor mandante da Série B

Timbu tenta se recuperar na competição para não se afastar ainda mais da parte de cima da tabela

Jean CarlosJean Carlos - Foto: Tiago Caldas/CNC

Um Náutico x Botafogo, com o técnico Marcelo Chamusca no banco de reservas. Pela segunda vez na Série B do Campeonato Brasileiro de 2021, essa cena se repetirá. Mas com uma diferença: no primeiro turno, o treinador estava no clube carioca, saindo derrotado por 3x1 para o Timbu, nos Aflitos. No returno, o embate será no Rio de Janeiro, neste sábado (18), e Chamusca, desta vez, estará no comando do Alvirrubro. O duelo desta tarde, diga-se, será um dos mais complicados do torneio. Não só pela fase irregular dos pernambucanos, mas também pela crescente do adversário.

Chamusca iniciou a Série B no time alvinegro, mas foi demitido em julho, após uma sequência ruim de resultados. O técnico deixou o Fogão na 11ª rodada, com a equipe na 10ª colocação, com 13 pontos. Hoje, com Enderson Moreira, o Fogão é o terceiro colocado, com 41 pontos. O time carioca é o melhor mandante do torneio, com nove vitórias, um empate e uma derrota. O Náutico é o oitavo, com 35. 

“É sempre uma grande oportunidade você se confrontar com um clube com a grandeza do Botafogo. Tive a oportunidade de trabalhar lá e conheço bem a realidade. A base da equipe deles trabalhou comigo. É um time forte, com um caráter grande e jogadores comprometidos. O Botafogo vive um grande momento, com um time encaixado. Precisamos fazer um jogo concentrado. Evoluímos em alguns aspectos, mas precisamos de uma boa sequência de resultados”, afirmou Chamusca.

Para o jogo, o Náutico terá o desfalque do volante Rhaldney, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. “Ele é um jogador importante, bem entrosado e há muito tempo no clube. Tem uma identidade com essa camisa. Não podemos lamentar por perder um atleta, mas sim passar confiança para quem está na posição, como Trindade, Luiz Henrique, Guilherme. Nós estamos dando confiança para que Rhaldney seja substituído à altura”, disse o técnico.

Quem correu risco de ficar fora do duelo foi o zagueiro Camutanga. O defensor foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com dois jogos de suspensão, por conta da expulsão na partida perante o Sampaio Corrêa. Como já cumpriu um, o atleta teria de ficar ausente por mais uma rodada. O Timbu, porém, conseguiu o efeito suspensivo, garantindo o defensor no confronto.

O Náutico pode contar com a estreia do lateral-esquerdo Júnior Tavares. O jogador foi regularizado e tem chances de iniciar entre os titulares. Com a entrada dele, Bryan, lateral-direito que vem sendo improvisado no outro lado, pode jogar no posto de origem, no lugar de Hereda.

Ficha técnica

Botafogo

Diego Loureiro; Daniel Borges, Kanu, Gilvan e Carlinhos; Barreto, Pedro Castro e Chay; Warley, Marco Antônio e Navarro. Técnico: Enderson Moreira

Náutico

Alex Alves: Hereda (Bryan), Camutanga, Rafael Ribeiro e Júnior Tavares; Trindade, Djavan, Luiz Henrique e Jean Carlos; Vinícius e Paiva (Álvaro). Técnico: Marcelo Chamusca

Local: Engenhão (Rio de Janeiro/RJ)
Horário: 16h30
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP). Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Gustavo Rodrigues de Oliveira (ambos de SP)
Transmissão: Premiere FC

Veja também

Presidente da Fifa diz que Copa a cada dois anos fará o 'futebol verdadeiramente global'
Copa do Mundo

Presidente da Fifa diz que Copa a cada dois anos fará o 'futebol verdadeiramente global'

Nintendo aumenta preços do Switch Online com chegada de pacote adicional e internautas reclamam
TECNOLOGIA E GAMES

Nintendo aumenta preços do Switch Online com chegada de pacote adicional e internautas reclamam