Náutico visita Bragantino iniciando decisão por vaga na Série B

Invicto há 10 jogos, Náutico encara o time paulista no Nabi Abi Chedid, pelas quartas de final

Timbu encara o Bragantino no sábado, no Nabi Abi ChedidTimbu encara o Bragantino no sábado, no Nabi Abi Chedid - Foto: Léo Lemos/Divulgação/Náutico

O sonho do Náutico de voltar à Série B está há dois passos de ser completado. O primeiro deles será dado neste sábado (18), no Nabi Abi Chedi, diante do Bragantino, pelas quartas de final da Série C. A metade inicial da decisão que pode aproximar ou distanciar o Timbu do seu maior objetivo da temporada. A fase de grupos acabou e agora é matar ou morrer.

O “professor” Márcio Goiano mostrou que é também um bom aluno. Tem na ponta da língua a forma como o Bragantino deve atuar em casa. “É um time que imagino ser previsível. Não propõe jogo, fica muito na bola aérea e no erro do adversário. Sabemos que teremos mais posse de bola e temos que valorizá-la para chegar ao gol deles”, afirmou o treinador. "Eles têm Vitinho e Marquinhos, jogadores rápidos, além de Matheus e Chorão, que lutam pela primeira bola e fazem bem a transição. Tem ainda Magno, que gosta de buscar a diagonal nas costas do lateral-direito. Mostrei essas situações aos atletas. Josa será importante para fazer a recomposição defensiva quando o zagueiro sair para a cobertura”, completou.

Sem rodeios, o treinador confirmou a escalação. Da base titular, apenas uma mudança. Com dores na panturrilha esquerda, Jhonnatan está fora. Jiménez entrará no meio-campo ao lado de Josa e Luiz Henrique. Nas demais posições, voltam os atletas que não atuaram na rodada anterior, perante o Remo. Casos do goleiro Bruno, dos laterais Bryan e Assis, dos zagueiros Camutanga e Sueliton e do atacante Robinho. Wallace Pernambucano, absolvido ontem pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) ainda por conta da expulsão na primeira fase, diante do Salgueiro, ficará no banco de reservas. Ortigoza será mantido como centroavante.

Caso saia ao menos com um empate de Bragança Paulista, o Náutico igualará seu maior período de invencibilidade no ano. A marca é referente ao primeiro semestre, durante o comando do técnico Roberto Fernandes, com oito vitórias e três empates em jogos válidos pelo Campeonato Pernambucano, Copa do Nordeste e Copa do Brasil. A atual, com Márcio Goiano, é de sete vitórias e três empates, todos pela Série C.

Vale lembrar que não há mais o gol qualificado fora de casa na competição. A decisão por pênaltis não acontecerá somente com dois resultados idênticos, mas também com um empate no saldo de gols nos dois jogos. O histórico de confrontos dos clubes aponta um equilíbrio total, com cinco vitórias para cada lado e seis empates.

Ficha técnica

Bragantino

Alex Alves, Buiú, Guilherme Mattis, Lazaro e Marlon; Adenilson, Magno, Fabiano, Vitinho e Rafael Chorão; Matheus Peixoto. Técnico: Marcelo Veiga

Náutico

Bruno; Bryan, Sueliton, Camutanga e Assis; Josa, Jiménez e Luiz Henrique; Dudu, Robinho e Ortigoza. Técnico: Márcio Goiano

Local: Nabi Abi Chedid (Bragança Paulista/PE)
Horário: 16h
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS). Assistentes: Rafael da Silva Alves e Jorge Eduardo Bernardi (ambos do RS)

Leia também:
Alvirrubros prometem apoio em Bragança Paulista
Confira histórico do Náutico em jogos decisivos contra paulistas
Com Wallace absolvido, Náutico encerra preparativos para pegar Bragantino 

Veja também

"Vou pensar se saio ou se fico", diz Felipão após livrar Cruzeiro da Série C
Futebol

"Vou pensar se saio ou se fico", diz Felipão após livrar Cruzeiro da Série C

Empresário Josenildo Dody confirma pré-candidatura à presidência do Santa Cruz
Eleições

Empresário Josenildo Dody confirma pré-candidatura à presidência do Santa Cruz