Náutico visita Paysandu pelas quartas de final da Série C

Jogo será no Mangueirão, às 18h, valendo vaga na Série B do Campeonato Brasileiro 2019

Alvirrubros comemoram gol de Diego Silva sobre o Santa CruzAlvirrubros comemoram gol de Diego Silva sobre o Santa Cruz - Foto: Léo Malafaia/Folha de Pernambuco

O maior jogo do mata-mata da Série C 2019. Um está entre os maiores clubes da região Norte. O outro, do Nordeste. Os pernambucanos ganharam seis dos últimos sete compromissos. Os paraenses estão há 15 partidas sem perder. Vender o confronto deste domingo, entre Paysandu e Náutico, às 18h, no Mangueirão, pelo duelo de ida das quartas de final, é fácil. Um encontro assim só gera um problema: por ser “cedo”, significa que um dos times ficará no meio do caminho. Só um deles estará na Série B do ano que vem. No final, certo mesmo é que a festa terá duas cores. Resta saber se será dos bicolores ou dos alvirrubros.

O Náutico deve ter quatro novidades com relação ao time que venceu o Santa Cruz, na rodada final da primeira fase. O zagueiro Camutanga, o lateral-esquerdo Willian Simões e os atacantes Matheus Carvalho e Thiago voltam ao time. Rafael Ribeiro, Erick Daltro, Jhonnatan e Álvaro, respectivamente, ficam no banco de reservas. No posto de centroavante, uma alteração por ordem clínica.

Fora dos últimos treinamentos por conta de dores na panturrilha direita, Rafael Oliveira está vetado do jogo. Além dele, o meia-atacante Paulinho segue se recuperando de um problema muscular na coxa esquerda e também não viajou para o Pará. Na vaga de Rafael, Wallace Pernambucano será o substituto.

Leia também:
Saiba onde assistir ao duelo entre Paysandu x Náutico
Náutico pode ser punido por descumprir mecanismo de solidariedade

“Assisti aos últimos seis jogos do Paysandu. Anderson (Borges, analista de desempenho) viajou para assistir ao clássico (contra o Remo) também. Conheço muito o trabalho do Hélio dos Anjos (treinador), que é parecido com o meu. Ele foi goleiro e procura organizar defensivamente a equipe”, afirmou o técnico Gilmar Dal Pozzo, para em seguida comentar sobre os principais atletas do Papão.

“Eles têm Tiago Luís, que não é titular, mas recentemente estava jogando Série A. É uma equipe que marca forte e toma poucos gols. Tem Tomaz como homem de referência, com bola parada e finalização de média e longa distância. Sobre Nicolas, eu o conheço há mais de 10 anos. Começou no São Luiz/RS, depois passou por Criciúma e outras equipes. Jogava mais pelo lado esquerdo e com o tempo foi ficando mais centralizado. Tem bom cabeceio e sabe jogar entre as linhas. É versátil e precisamos ter cuidado com ele”, argumentou.

O jogo da volta será no dia 8 de setembro, nos Aflitos. No mata-mata, não há critério de gol qualificado fora de casa. Dois resultados iguais no somatório de bolas na rede levará o confronto para as penalidades.  

Ficha técnica
Paysandu

Mota; Tony, Perema, Micael e Diego Matos; Uchoa, Léo Baiano e Tomas Bastos; Nicolas, Wesley Pacheco e Hygor. Técnico: Hélio dos Anjos

Náutico

Jefferson; Hereda, Camutanga, Diego Silva e Willian Simões; Josa, Jiménez e Jean Carlos; Matheus Carvalho, Thiago e Wallace Pernambucano. Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Local: Mangueirão (Belém/PA)
Horário: 18h
Árbitro: Anderson Daronco (FIFA-RS). Assistentes: Elio Nepomuceno de Andrade Junior e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (ambos de RS)
Transmissão: DAZN

Veja também

NBA: temporada 2020/2021 começa no dia 22
Basquete

NBA: temporada 2020/2021 começa no dia 22

Lúcio Surubim move ação contra o Náutico, que tem troféus do hexa penhorados
Náutico

Lúcio Surubim move ação contra o Náutico, que tem troféus do hexa penhorados