Náutico volta a disputar um título nacional após 30 anos

Última vez foi contra o Inter de Limeira, em 1989 (decisão válida pela final da Série B de 1988)

Náutico encara o Sampaio na decisão Náutico encara o Sampaio na decisão  - Foto: Léo Malafaia/Folha de Pernambuco

Há 30 anos, o futebol brasileiro era bem diferente. A Seleção conquistara “apenas” três Copas do Mundo. Nada de títulos internacionais para o São Paulo. O Corinthians não tinha ganho sequer um Brasileirão. Em Pernambuco, o Náutico entrava em campo para disputar sua segunda final de torneio nacional. Assim como a primeira, o Timbu ficou com vice. De lá para cá, o Brasil acumulou mais dois mundiais e os paulistas expandiram seus feitos. Quando aos alvirrubros, a maré seguiu baixa. Três décadas depois, surge uma nova chance de, enfim, ganhar o primeiro caneco fora da região e eliminar mais tabu na história.

Nos próximos dois fins de semana, o Náutico vai enfrentar o Sampaio Corrêa, na decisão da Série C 2019. A última vez que o clube chegou em uma final de competição nacional foi na Série B de 1988. Na ocasião, o torneio foi dividido em quatro grupos de seis clubes cada. O Timbu ficou no C, ao lado de Fluminense/BA, Catuense/BA, Ceará, Central e Treze. Os alvirrubros terminaram na liderança.

Nas duas etapas seguintes, mais divisão em grupos e classificação até a fase decisiva, com um quadrangular envolvendo Inter de Limeira, Ponte Preta e Americano/RJ. Náutico e Inter foram os melhores e avançaram para a final. A decisão do título da Segundona de 1988 só aconteceu em fevereiro de 1989. Em jogo único, no Limeirão, os paulistas venceram por 2x1, com gols de Machado e Silvinho. Newton balançou as redes para os pernambucanos.

Antes de 1989, o Náutico chegou à final da Taça Brasil, em 1967, contra o Palmeiras. O título foi decidido em três jogos. O Verdão venceu o primeiro por 3x1, o Timbu ganhou o segundo por 2x1 e, no último, os paulistas levaram a melhor com um 2x0 que valeu o caneco do torneio. Foi o primeiro vice-campeonato nacional do Alvirrubro. Em 2011, os pernambucanos também ficaram com o segundo colocar na Série B, mas o certame era no formato de pontos corridos.

Enquanto o Náutico busca seu primeiro título nacional, o Sampaio Corrêa pode conquistar seu quarto. O Tubarão já ganhou as Séries B (1972), C (1997) e D (2012). A única derrota em uma decisão de Brasileiro foi em 2013, também na terceira divisão e, coincidentemente, para um adversário pernambucano, o Santa Cruz.

Leia também:
Álvaro vira artilheiro do Náutico na Série C
[Vídeo] Confira os melhores momentos de Náutico x Juventude

Veja também

Com classificação encaminhada, Martelotte garante seriedade: "Não vamos relaxar nem desconcentrar"
Santa Cruz

Com classificação encaminhada, Martelotte garante seriedade: "Não vamos relaxar nem desconcentrar"

Santa Cruz vence Botafogo/PB por 1 a 0 e alcança marca histórica de 27 pontos na competição
Série C

Santa Cruz vence Botafogo/PB por 1 a 0 e alcança marca histórica