Futebol

Apático, Náutico perde para o Bahia e chega a quinto jogo consecutivo sem vencer

Timbu, derrotado por 3x0, permanece na zona de rebaixamento, com 18 pontos, ocupando o 19º lugar

Lances de Bahia x NáuticoLances de Bahia x Náutico - Foto: Felipe Oliveira /EC Bahia

Poucos alvirrubros imaginavam que o Náutico, na zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro, poderia vencer o Bahia, integrante do G4. A realidade mostrou o motivo (justo) da desconfiança e seguiu o roteiro esperado. Acuado, o Timbu foi facilmente dominado pelo Tricolor, perdendo por 3x0, nesta sexta (29), na Arena Fonte Nova. Os pernambucanos permanecem afundados na 19ª posição, com 18 pontos. Os baianos estão em terceiro, com 37. 

Com um meio bem preenchido, o Náutico evitou inicialmente as jogadas por dentro do Bahia. Em compensação, pelos lados da defesa, os pernambucanos davam muito espaço. A transição dos visitantes também era lenta, sem dinamismo entre Jean Carlos e Souza.

O Bahia era superior, mas parecia pouco inspirado. O chute de longe de Emerson Santos, no travessão, levantou a torcida na Arena Fonte Nova, mas foi a única finalização com perigo real dos baianos no primeiro tempo. 

Muito da ineficiência ofensiva do Náutico passou pela dificuldade de Kieza vencer qualquer disputa de um contra um com os defensores do Bahia. Quando a bola chegava no camisa 9 ou no companheiro de ataque, Geuvânio, a jogada não tinha conclusão. Salvo um chute de fora da área de Jean Carlos, o Timbu pouco apareceu. 

As entradas de Davó e Jacaré, no Bahia, fizeram os mandantes passarem a triangular mais jogadas nas costas dos volantes. Em uma delas, Rodallega saiu na cara do gol, mas Lucas Perri fechou bem o ângulo.

Mais uma vez, o Náutico mostrou toda sua fragilidade na bola parada. Após cobrança de falta, a bola sobrou para Ignácio concluir de primeira para abrir o placar. Antes mesmo dos alvirrubros entenderem o que estava acontecendo, o Bahia fez mais um. Ralph deu péssimo passe para João Paulo. Davó roubou a bola, driblou Perri e ampliou em Salvador. 

Aos 38, o golpe final. Jacaré achou Everton que, livre de marcação, deu o toque sutil na saída de Perri para decretar o 3x0. Foi a quinta derrota consecutiva do Náutico na Série B.

Ficha técnica

Bahia 3

Matheus Claus; André, Ignácio, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Rezende, Emerson (Miqueias) e Warley (Davó) ; Copete (Everton), Raí (Jacaré) e Rodallega (Veron). Técnico: Enderson Moreira

Náutico 0

Lucas Perri; Thiago Ennes, Bruno Bispo, João Paulo e João Lucas; Victor Ferraz (Ralph), Jobson (Luis Phelipe), Souza e Jean Carlos; Geuvânio e Kieza. Técnico: Elano

Local: Arena Fonte Nova (Salvador/BA)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (FIFA-SP). Assistentes: Fabrini Bevilaqua Costa (FIFA) e Daniel Luis Marques (ambos de SP)
Gols: Ignácio (aos 25 do 2ºT) e Davó (aos 29 do 2ºT), Everton (aos 38 do 2ºT)
Cartões amarelos: Davó (B); Jean Carlos (N)

 

Veja também

Por falta de quórum, assembleia para mudança de estatuto do Náutico é adiada
Náutico

Por falta de quórum, assembleia para mudança de estatuto do Náutico é adiada

PM acusado da morte de lutador de jiu-jitsu se entrega
São Paulo

PM acusado da morte de lutador de jiu-jitsu se entrega