A má fase do Náutico parece não ter prazo de validade. Após tropeços no Campeonato Pernambucano e na Copa do Nordeste, o time acumulou mais uma decepção. A equipe foi derrotada por 1x0 para o Guarani de Juazeiro, no Romeirão, pela Copa do Brasil, na noite desta quarta-feira (15).

Um resultado que custou caro ao bolso do clube e pode interferir diretamente no planejamento alvirrubro para o restante da temporada. Com o revés, os pernambucanos foram eliminados de forma precoce do torneio, deixando de faturar R$ 315 mil. Pior: foi a quarta derrota seguida em 2017, ampliando a crise e colocando em xeque a permanência do técnico Dado Cavalcanti. Uma noite de muitos prejuízos dentro e fora do gramado.

Sem Maylson, que foi afastado por conta de problemas com a comissão técnica, Dado Cavalcanti optou por colocar Alison na frente, voltando ao esquema com três atacantes. A equipe demorou a encaixar, sofrendo pressão nos primeiros 10 minutos. Depois, com o jogo mais equilibrado, os visitantes passaram a se soltar.

Erick, pela direita, e Jefferson Nem, pela esquerda, eram os alvos de Marco Antônio na hora de armar os contra-ataques. Do outro lado, a aposta era pelo alto. Regineldo quase abriu o placar em toque de cabeça por cobertura. Tiago precisou se esticar para evitar o pior.

Nos primeiros 45 minutos, o Náutico mostrou o leque de defeitos que tem comprometido a equipe neste início de temporada. Alison seguia isolado na frente. João Ananias e Rodrigo Souza tinham dificuldade em fechar a marcação pelo meio. Erick tentava, em vão, resolver tudo sozinho. O Timbu até criava, mas faltava alguém com capacidade de colocar a bola nas redes.

O Náutico tinha a vantagem do empate. Mas ela durou apenas até os oito minutos da etapa final. Tiago Cardoso novamente foi o pivô de mais um gol tomado pelo Timbu. Justo ele, que salvou o time em dois lances anteriores, acabou falhando ao ceder rebote em um cruzamento. Italo aproveitou e colocou o Guarani na frente.

O gol transformou o jogo em ataque contra defesa - embora o Guarani ainda explorasse bem alguns contragolpes, fazendo até um tento que foi anulado corretamente. Juninho, Alison, Erick e tantos outros tentaram, sem sucesso, salvar o clube do pior. O desespero era tão grande que até Páscoa ficou na área para aproveitar os diversos cruzamentos. No fim, a festa foi do Leão cearense. O Náutico está fora da Copa do Brasil e cada vez mais afundado na crise.

Ficha do jogo 

Guarani de Juazeiro 1

Fábio; Talisson (Luis Gustavo), Regineldo, Pedro Lucas e Zé Aquiraz; Dim, Da Silva, Adenílson e Leílson; Ronda e Italo (Sadrak). Técnico: Washington Luiz

Náutico 0

Tiago Cardoso; Joazi, Tiago Alves, Ewerton Páscoa e Giovanni (Manoel); João Ananias, Rodrigo Souza (Cal) e Marco Antônio; Erick, Alison e Jefferson Nem (Juninho). Técnico: Dado Cavalcanti

Local: Romeirão (Juazeiro do Norte/CE)
Árbitro: Antonio Dib Moraes de Sousa (PI). Assistentes: Mauro Cezar Evangelista de Sousa (PI) e Flavio Gomes Barroca (RN).
Gols: Italo (aos 8 do 2ºT)
Cartões amarelos: Ewerton Páscoa, Erick (N)

 

veja também

comentários

colabore com a folha

comece o dia bem informado: